COMPORTAMENTO DA IDADE AO PRIMEIRO PARTO EM UM REBANHO LEITEIRO NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG

Autores

  • SILVA, E.V. FAMEV - UFU
  • SOARES, P. FAMEV - UFU
  • SIMIONI, V.M. FAMEV - UFU

Palavras-chave:

Idade ao primeiro parto, estatística descritiva, característica reprodutiva, bovino.

Resumo

Idade ao primeiro parto retrata o período de tempo entre as datas de nascimento da matriz e de sua primeira parição. É influenciada por uma série de eventos que a antecedem, entre eles, taxa de crescimento pré e pós-desmama, puberdade, manifestação do primeiro cio fértil, fecundação, gestação a termo e parição. A precocidade a esta idade aumenta a produção vitalícia dos animais e, conseqüentemente, aumenta a lucratividade da atividade leiteira. Adicionalmente, contribui para aumentar a intensidade seletiva a ser aplicada com reflexos evidentes nos ganhos genéticos a serem alcançados. Este estudo teve por objetivo realizar uma análise estatística descritiva da idade ao primeiro parto na Fazenda Ã?gua Comprida, município de Uberlândia-MG, de 17/02/1997 a 24/11/ 2005. O material analisado envolveu matrizes leiteiras de diferentes grupos genéticos: Holandês Preto e Branco, Suíça, Jersey, Gir e mestiças Holandês Preto e Branco com Gir e com Jersey. Estas foram criadas em pastagens, suplementadas com ração, recebendo sal mineralizado e manejo sanitário- profilático de rotina. A metodologia estabelecida consistiu no processamento do arquivo de dados, inicialmente desenvolvido pelo Programa Excel, tendo como base o banco de informações gerado por controle zootécnico adotado na propriedade, por meio de programa de gerenciamento de rebanhos. A média obtida para a idade ao primeiro parto foi de 1227,93 dias (40,93 meses) com desvio-padrão de 282,32 dias (9,41 meses). O maior valor foi de 1904 dias (63,46 meses) e o menor de 750 dias (25,00 meses), sendo o valor mais freqüentemente encontrado de 936 dias (31,20 meses), com coeficiente de variação de 23%, em 140 observações analisadas. Estes resultados indicam uma idade média ao primeiro parto tardia que comprometeria a eficiência reprodutiva e a lucratividade da exploração a ser alcançada na propriedade. Adicionalmente, sugerem que a avaliação dos possíveis fatores que estejam causando elevação desta idade, entre eles, manejos nutricional, reprodutivo e profilático-sanitário, poderia contribuir para reverter o quadro existente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-02-12

Como Citar

E.V., S., P., S., & V.M., S. (2008). COMPORTAMENTO DA IDADE AO PRIMEIRO PARTO EM UM REBANHO LEITEIRO NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG. Veterinária Notícias - Vet Not, 12(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18699

Edição

Seção

Artigos