ESTUDO ANATÔMICO DAS VÉRTEBRAS LOMBARES DO LEÃO (Panthera leo LINNAEUS, 1758) - RELATO DE CASO

Autores

  • SANTOS, A.L.Q. FAMEV - UFU
  • SILVA, J.M.M. Academico. FAMEV - UFU
  • KAMINISHI, A.P.S. Academico. FAMEV - UFU
  • GOMES, D.O. Academico. FAMEV - UFU
  • VIEIRA, L.G. Mestrando. FAMEV - UFU
  • HIRANO, L.Q.L. Academico. FAMEV - UFU
  • PEREIRA, P.C. Academico. FAMEV - UFU
  • CINTRA, R.V. Academico. FAMEV - UFU
  • BRITO, F.M.M. Mestrando. FAMEV - UFU
  • BOSSO, A.C.S. Mestrando. FAMEV - UFU
  • FERREIRA, C.G. FAMEV - UFU

Palavras-chave:

Anatomia, vértebras lombares, Panthera leo, leão.

Resumo

O Leão (Panthera leo) pertencente à família Felidae é um animal carnívoro e sua dieta consiste em uma variedade de carnes desde pequenos insetos a grandes herbívoros, como as girafas. Em média, uma fêmea necessita de 5 kg de carne por dia e um macho de 7 kg. Mas, na natureza, a caça tem um ritmo irregular de dieta e por vezes podem ficar sem se alimentar durante dois a três dias. Quando a caça é farta são capazes de ingerir 20 a 30 kg de carne de uma só vez. Com o propósito de estudar as características anatômicas das vértebras lombares do leão utilizou-se um esqueleto oriundo do zoológico do Parque do Sabiá, em Uberlândia - MG. As vértebras lombares são em número de sete, achatadas dorsoventralmente e aumentam de largura da primeira para a última. Os processos transversos são semelhantes a placas e estão direcionados cranial e ventralmente. Seu comprimento aumenta até a sexta vértebra e na sétima vértebra são menores, mais espessos, ponteagudos e mais encurvados cranialmente. O arco das vértebras lombares aumenta progressivamante em altura à medida que se distancia na região. Os processos articulares craniais são tuberosos, grandes e suas facetas são côncavas estando voltadas para o plano mediano. Projetando-se da face lateral de cada processo articular cranial nota-se uma pequena saliência ponteaguda, o processo mamilar, que se dirige craniolateralmente e decresce de tamanho da primeira para a última vértebra. Os processos articulares caudais emergem da base do arco, suas facetas articulares são convexas ventralmente e côncavas dorsalmente apresentando o perfil em "Sâ€?. Os processos espinhosos são largos ventralmente, mais estreitos dorsalmente e, com exceção da última, inclinam-se um pouco cranialmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-02-12

Como Citar

A.L.Q., S., J.M.M., S., A.P.S., K., D.O., G., L.G., V., L.Q.L., H., P.C., P., R.V., C., F.M.M., B., A.C.S., B., & C.G., F. (2008). ESTUDO ANATÔMICO DAS VÉRTEBRAS LOMBARES DO LEÃO (Panthera leo LINNAEUS, 1758) - RELATO DE CASO. Veterinária Notícias - Vet Not, 12(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18739

Edição

Seção

Artigos