ANÁLISE ESPACIAL DA SITUAÇÃO SANITÁRIA E SUA CONSEQUÊNCIA NA DISTRIBUIÇÃO DE CASOS DE HEPATITE A NA BACIA DO RIO ANIL, SÃO LUÍS-MA

Conteúdo do artigo principal

Elenice de Oliveira Caridade
Marcio C. F. Vaz dos Santos

Resumo

Compreender a distribuição espacial de dados constitui hoje, um grande desafio para a elucidação de questões centrais em diversas áreas do conhecimento, seja em saúde, em ambiente, em agronomia, entre tantas outras. Tais estudos vêm se tornando cada vez mais comuns, devido à disponibilidade de Sistemas de Informação Geográfica (SIG) de baixo custo e com interfaces amigáveis. O geoprocessamento surge como uma ferramenta importante, no auxílio de estudos relacionados à distribuição de doenças de veiculação hídrica. Dessa forma o presente trabalho teve como principal objetivo, analisar espacialmente a distribuição de casos de Hepatite A, relacionando-os à situação sanitária nos bairros inseridos na bacia do rio Anil em São Luís-MA. Foi utilizada a Análise de Correlação com o intuito de identificar o grau de associação entre as variáveis analisadas e quais os indicadores mais representativos. O resultado das análises revelou significativas associações entre os casos registrados de Hepatite A e os indicadores de baixa infra-estrutura dos serviços de saneamento nos bairros inseridos na bacia do rio Anil. Onde, de um modo geral podemos inferir que os bairros que se classificaram como bairros de médio a alto número de domicílios, bairros com residências de ruim a médio abastecimento de água e esgotamento sanitário foram aqueles que apresentaram os maiores números de casos de Hepatite A.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
CARIDADE, E. de O.; DOS SANTOS, M. C. F. V. ANÁLISE ESPACIAL DA SITUAÇÃO SANITÁRIA E SUA CONSEQUÊNCIA NA DISTRIBUIÇÃO DE CASOS DE HEPATITE A NA BACIA DO RIO ANIL, SÃO LUÍS-MA. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 59, n. 2, 2009. DOI: 10.14393/rbcv59n2-44900. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44900. Acesso em: 8 dez. 2022.
Seção
Artigos