ELABORAÇÃO DE SÍMBOLOS MILITARES PARA AMBIENTE DE VISUALIZAÇÃO TRIDIMENSIONAL

Conteúdo do artigo principal

Evânia Alves da Silva
Flávio Luis de Mello
Luiz Felipe Coutinho Ferreira da Silva

Resumo

O presente estudo materializa uma proposta metodológica para elaboração de símbolos militares, a serem empregados em um ambiente virtual de visualização tridimensional, baseados no Manual de Campanha C21-30 Abreviaturas, Símbolos e Convenções Cartográficas. Foram escolhidos 15 símbolos para criá-los em quatro versões: símbolos em 2D (o símbolo estampado), símbolos em 3D (símbolo com uma visão tridimensional), símbolos em 2D com textura (uma figura com o desenho do símbolo, chapada) e símbolos em 3D com textura (uma figura com o desenho do símbolo, inserida nas faces de um cubo). Os símbolos foram feitos isoladamente, antes de inseri-los no Sistema de Visualização Tridimensional - SVT, utilizando a biblioteca de programação OpenGL e o compilador Microsoft Visual C++, sendo testados quanto a eficiência de comunicação no ambiente de visualização tridimensional. Os testes foram elaborados com o intuito de identificar os símbolos, do ponto de vista prático, buscando o modelo que é mais atraente e eficiente na transmissão das informações, avaliando a percepção do usuário no SVT. Portanto, foi dividido em quatro partes: experiência do entrevistado em visualização 3D; eficiência do símbolo na escolha de melhor e pior símbolo; eficiência dos símbolos em conjunto na escolha da melhor e pior prancha e opinião pessoal sobre os aspectos gerais da visualização 3D. Sendo assim, aplicam-se critérios de percepção visual durante o processo de avaliação dos símbolos. Aplicado em profissionais da Escola de Comando e Estado Maior do Exército (ECEME) e alunos do curso de graduação da Seção de Ensino de Engenharia Cartográfica do Instituto Militar de Engenharia (IME). Limitou-se ao meio militar porque se presume que este seja o grupo que tenha melhor conhecimento e domínio dos símbolos militares trabalhados, retirados do universo de algumas especializações (armas) tais como: Infantaria, Engenharia, Cavalaria, Comunicação e Material Bélico. O presente trabalho foi um passo inicial para o experimento e desenvolvimento de técnicas de elaboração e manipulação de símbolos tridimensionais com o SVT. É importante notar que a simples reprodução dos símbolos do Manual C21-30 do ambiente bidimensional para o tridimensional não ofereceu leituras satisfatórias, evidenciando a necessidade de investimento em soluções conceituais e/ou adaptações para sua transposição para esse novo ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
DA SILVA, E. A.; MELLO, F. L. de; DA SILVA, L. F. C. . F. ELABORAÇÃO DE SÍMBOLOS MILITARES PARA AMBIENTE DE VISUALIZAÇÃO TRIDIMENSIONAL. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 59, n. 3, 2009. DOI: 10.14393/rbcv59n3-44894. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44894. Acesso em: 25 jul. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Evânia Alves da Silva, Instituto Militar de Engenharia

possui graduação em Tecnólogo Em Processamento de Dados pela Universidade Castelo Branco (1992), curso de especialização em Geoprocessamento pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e mestrado em Engenharia Cartográfica pelo Instituto Militar de Engenharia (2006). Atualmente é apoio técnico da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Geociências, atuando principalmente nos seguintes temas: planejamento urbano, gestão costeira, bacias hidrográficas, qualidade de vida e geologia. Tendo como atividade principal mapeamento digital, utilizando as ferramentas de SIG (Sistema de Informações Geográficas).

Flávio Luis de Mello, Universidade Federal do Rio de Janeiro

possui graduação em Engenharia de Computação pelo Instituto Militar de Engenharia (1998), mestrado em Engenharia de Sistemas e Computação pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (2003) e doutorado em Engenharia de Sistemas e Computação pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (2006). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro e colaborador do Instituto Militar de Engenharia. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Processamento Gráfico (Graphics), atuando principalmente nos seguintes temas: modelos digitais de terrenos, computação gráfica, processamento digital de imagens, visualização 3d e simplificação de malhas.

Luiz Felipe Coutinho Ferreira da Silva, Instituto Militar de Engenharia

Luiz Felipe Coutinho Ferreira da Silva concluiu o doutorado em Engenharia pela Universidade de São Paulo em 1998. Atualmente é Professor Associado 2 do Instituto Militar de Engenharia. Orientou dissertações de mestrado além de vários trabalhos de iniciação científica e de conclusão de curso na área de Geociência Atualmente desenvolve parcerias de carater multidisciplinar com as áreas de Saúde e Defesa. Integra o Comitê Gestor do Programa de Pós-Graduação (Mestrado/Doutorado) em Engenharia de Defesa. Atua na área de Geociências, com ênfase em Cartografia Básica e Percepção Cartográfica. Em suas atividades profissionais interagiu com 74 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais freqüentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Bases Cartográficas Digitais, Navegação Terrestre, Sistema de Posicionamento Global, Localização Automática de Veículos, Cartografia Básica, Construção de Mapas, Engenharia Cartográfica, Sistema de Informação Geográfica, Projeções Cartográficas.