PROGRAMA DE MONITORIZAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DAS ALBUFEIRAS DE ALQUEVA E PEDRÓGÃO

Conteúdo do artigo principal

Miguel Pereira

Resumo

O sistema de fins múltiplos das albufeiras de Alqueva e Pedrógão, recentemente inaugurado no sul de Portugal, inunda uma área de 25 000ha. A submersão e fragmentação de habitats têm como efeito a relocalização, a fuga e em alguns casos a atracção de espécies pelos novos habitats. Neste artigo revemos a utilização da Detecção Remota (DR) e dos Sistemas de Informação Geográfica (SIG) como ferramentas para a execução do Programa de Monitorização da Biodiversidade (PMB) desenvolvido para as espécies alvo. A utilização das aplicações informáticas tiveram como finalidade facilitar o trabalho de campo na recolha de dados, selecção de locais de amostragem, controlo da qualidade da informação, visualização e manuseamento de cartografia, acções de minimização, análises quantitativas e relatórios de progresso. O alvo do PMB foi constituído por várias espécies naturais, dos grupos taxonómicos (aves, anfíbios, insectos, mamíferos, plantas, peixes e répteis) existentes na área de estudo. Os resultados confirmam a utilização positiva das tecnologias da informação nas questões ambientais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
PEREIRA, M. PROGRAMA DE MONITORIZAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DAS ALBUFEIRAS DE ALQUEVA E PEDRÓGÃO. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 60, n. 1, 2008. DOI: 10.14393/rbcv60n1-44886. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44886. Acesso em: 27 nov. 2022.
Seção
Artigos