SIMULAÇÃO DE MITIGAÇÃO DE IMPACTOS VISUAIS A PARTIR DE CORTINAS ARBÓREAS: PROPOSTA DE METODOLOGIA UTILIZANDO MDT

Conteúdo do artigo principal

Raphael Augusto Foscarini Ferreira
Mônica Pessoa Neves

Resumo

No estado de Minas Gerais, algumas mineradoras se instalam muito próximas aos centros urbanos, interferindo diretamente na relação entre a população e a paisagem. Nesse contexto, procurou-se simular a partir de cortinas arbóreas a mitigação dos impactos visuais, causados por essas atividades no município de Paracatu (MG). O estudo inicial foi realizado, a partir de visitas em campo onde foram levantadas questões relativas ao alcance atual de visibilidade da mina. Com esses dados, foi gerado um modelo digital do terreno (MDT), de forma que fosse possível avaliar se os locais onde a mina apresentasse visibilidade na cidade seriam totalmente ou parcialmente obliterados. As análises realizadas demonstraram que essa medida como solução da mitigação dos impactos visuais, não foi suficiente. Por outro lado, a metodologia utilizada se mostrou muito eficaz, corroborando cada vez mais para a utilização do geoprocessamento em estudos ambientais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
FERREIRA, R. A. F.; NEVES, M. P. SIMULAÇÃO DE MITIGAÇÃO DE IMPACTOS VISUAIS A PARTIR DE CORTINAS ARBÓREAS: PROPOSTA DE METODOLOGIA UTILIZANDO MDT. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 65, n. 3, 2013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44794. Acesso em: 8 ago. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Raphael Augusto Foscarini Ferreira, SETE

SETE

Mônica Pessoa Neves, Centro Universitário de Belo Horizonte

Centro Universitário de Belo Horizonte