APLICAÇÃO DE DADOS RADIOMÉTRICOS TM5 NA ANÁLISE DA VEGETAÇÃO APÓS INCÊNDIO EM ÁREA ALAGÁVEL E RELAÇÃO COM A GEOMORFOLOGIA

Conteúdo do artigo principal

Otávio Cristiano Montanher
Everton Hafemann Fragal

Resumo

O Parque Nacional de Ilha Grande entre os estados do Paraná e Mato Grosso do Sul é uma área de preservação ambiental que lida com queimadas ocasionadas principalmente pela atividade antrópica. O objetivo deste trabalho é realizar uma avaliação do desenvolvimento da vegetação após a queimada de dez/2008, em conjunto com a interpretação das condições geomorfológicas fluviais da área. Foram utilizadas 6 imagens Landsat 5, sensor TM, em um intervalo de quatro meses após o incêndio que atingiu grande parte da Ilha Grande a maior do Parque. As imagens foram convertidas para valores de FRB, passaram por correção atmosférica, e então georreferenciadas. Para análise da vegetação, foram utilizas as bandas 3, 4 e 7 e os índices NDVI, AFRI e SAVI. A banda 4 ofereceu informações para diferenciação entre os conjuntos de vegetação existentes em diferentes condições geomorfológicas. A banda 7 apresentou a melhor diferenciação entre as áreas incendiadas e não incendiadas para o mês de janeiro. Já a banda 3 não apresentou bons contrastes para nenhum dos dois tópicos. Desta forma, o NDVI não promoveu uma diferenciação entre os tipos de vegetação e esteve muito próximo da saturação (0,8-0,9), já o AFRI apresentou um bom contraste entre as áreas queimadas e não queimadas nos primeiros meses e uma diferenciação entre os conjuntos de vegetação. O SAVI também apresentou relevantes informações, com o uso de variados valores da constante L. É possível concluir que a vegetação da Ilha Grande tem uma rápida resposta aos incêndios, e que as diferentes condições geomorfológicas existentes, tais como paleocanais e áreas elevadas, impõem uma resposta diferenciada em relação ao desenvolvimento da vegetação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
MONTANHER, O. C.; FRAGAL, E. H. APLICAÇÃO DE DADOS RADIOMÉTRICOS TM5 NA ANÁLISE DA VEGETAÇÃO APÓS INCÊNDIO EM ÁREA ALAGÁVEL E RELAÇÃO COM A GEOMORFOLOGIA. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 65, n. 1, 2013. DOI: 10.14393/rbcv65n1-44787. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44787. Acesso em: 5 dez. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Otávio Cristiano Montanher, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Everton Hafemann Fragal, Universidade Estadual de Maringá

Universidade Estadual de Maringá