DESEMPENHO DO SATÉLITE TRMM NA ESTIMATIVA DE PRECIPITAÇÃO SOBRE A BACIA DO PARAGUAI SUPERIOR

Conteúdo do artigo principal

Bruno Collischonn
Daniel Allasia
Walter Collischonn
Carlos Eduardo Morelli Tucci

Resumo

A bacia do Paraguai Superior, situada no planalto da Bacia do Alto Paraguai, gera significativa parcela do aporte de vazão que garante ao Pantanal a sua alternância natural entre secas e cheias. A estimativa de sua pluviosidade, no entanto, sofre incertezas devido ao baixo número de pluviômetros na bacia. Neste contexto, estimativas espaciais de precipitação podem se constituir numa ferramenta extremamente útil. Estas estimativas, embora pouco precisas quando comparadas com valores puntuais medidos no solo, fornecem uma boa noção da distribuição espacial das chuvas.
Neste trabalho, são analisados os campos de precipitação e as precipitações médias obtidos do satélite TRMM, lançado com o intuito específico de estimar precipitação nos trópicos. Os campos foram comparados com os obtidos a partir de dados de pluviômetros no solo sobre a bacia do Alto Paraguai até a Fazenda Descalvados. Os resultados são muito satisfatórios, mostrando que as estimativas deste satélite podem ser uma fonte alternativa de dados em caso de escassez de informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
COLLISCHONN, B.; ALLASIA, D.; COLLISCHONN, W.; TUCCI, C. E. M. DESEMPENHO DO SATÉLITE TRMM NA ESTIMATIVA DE PRECIPITAÇÃO SOBRE A BACIA DO PARAGUAI SUPERIOR. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 59, n. 1, 2009. DOI: 10.14393/rbcv59n1-43965. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/43965. Acesso em: 29 nov. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Bruno Collischonn, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003), tendo cursado um ano de graduação na TU Karlsruhe, Alemanha.

Daniel Allasia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil(2008) Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Maria , Brasil

Walter Collischonn, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1994), mestrado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1997) e doutorado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2001). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atua como revisor para as seguintes revistas e periódicos: - Revista Brasileira de Recursos Hídricos, - International Journal of Geographical Information Science, - Water Resources Research e - Journal of Hydrology (Amsterdam). Tem experiência na área de Engenharia Sanitária, com ênfase em Recursos Hídricos, atuando principalmente nos seguintes temas: modelo hidrológico, previsão hidrológica, modelo hidrológico distribuído, regime hidrológico e simulação.

Carlos Eduardo Morelli Tucci, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1971), mestrado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1975) e doutorado em Recursos Hídricos - Colorado State University (1978). Atualmente é professor colaborador da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e professor titular da FEEVALE, foi presidente do comitê editorail da RBRH da Associação Brasileira de Recursos Hídricos, sócio proprietário e diretor - Rhama Consultoria Ambiental Ltda, presidente da Rede de Capacitação em Recursos Hídricos no Brasil Capnet e presidente do comitê editorial da REGA Revista de Gestão da América Latina, membro do conselho do ICHARM International Center for Hazard Water Management en Tsukuba, Japão, apoiado pela Unesco. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Recursos Hídricos, atuando principalmente nos seguintes temas: modelagem dos sistemas hídricos, gestão dos recursos hídricos, urbana, águas urbanas:gestão integrada e planejamento dos componentes água, esgoto, drenagem e resíduos, previsão de vazão e otimização dos sistemas hídricos