PROPOSTA METODOLÓGICA PARA MODELAGEM ESPACIAL DA SUSCEPTIBILIDADE À DEGRADAÇÃO AMBIENTAL POR INFERÊNCIA FUZZY APLICADA AO MÉDIO JACUÍPE-BA

Conteúdo do artigo principal

Oriana Araujo
Joselisa Maria Chaves
Washington de Jesus Sant Rocha

Resumo

Esse artigo apresenta as técnicas e procedimentos aplicados para a estimativa da susceptibilidade à degradação ambiental no médio curso da bacia do rio Jacuípe, com destaque para a lógica fuzzy. A modelagem espacial associou, por inferência fuzzy, as áreas com cobertura vegetal em 2008 a variáveis naturais e sociais (solos, declividade, IDH, proximidade de sedes municipais, zona de influência de estradas e de hidrografia), com o objetivo de estimar as áreas de maior susceptibilidade à degradação ambiental no médio Jacuípe. Dessa forma, explicita os principais procedimentos utilizados na escolha e associação das variáveis, por inferência fuzzy, indicando graus diferenciados de degradação, estimada em 5 níveis: alta (80%), moderadamente alta (2%), intermediária (3%), moderadamente baixa (4%) e baixa (11%), apontando uma proposta metodológica para esse tipo de pesquisa, em ambiente semiárido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
ARAUJO, O.; CHAVES, J. M.; ROCHA, W. de J. S. PROPOSTA METODOLÓGICA PARA MODELAGEM ESPACIAL DA SUSCEPTIBILIDADE À DEGRADAÇÃO AMBIENTAL POR INFERÊNCIA FUZZY APLICADA AO MÉDIO JACUÍPE-BA. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 65, n. 6, 2013. DOI: 10.14393/rbcv65n6-43878. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/43878. Acesso em: 21 jul. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Oriana Araujo, Universidade Estadual de Feira de Santana

Universidade Estadual de Feira de Santana

Joselisa Maria Chaves, Universidade Estadual de Feira de Santana

Universidade Estadual de Feira de Santana

Washington de Jesus Sant Rocha, Universidade Estadual de Feira de Santana

Universidade Estadual de Feira de Santana