EMPREGO DAS TECNOLOGIAS DA GEOINFORMAÇÃO NA DETERMINAÇÃO DAS VULNERABILIDADES NATURAL E AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA / CE

Conteúdo do artigo principal

João Luís Sampaio Olímpio
Maria Elisa Zanella

Resumo

As cidades litorâneas concentram a maior parte da população mundial. Contudo, em alguns casos, a ocupação do espaço geográfico destes territórios não foi planejada ambientalmente, de tal forma, que as limitações impostas pelos sistemas ambientais não foram plenamente consideradas. O município de Fortaleza insere-se neste quadro, pois no decorrer do processo de formação e ocupação do seu território a cidade não foi pensada para garantir a qualidade ambiental de todos os indivíduos, bem como para evitar as situações de riscos ambientais futuros. O referencial teórico empregado foi a análise ecodinâmica, fundamentada sobre os conceitos de estabilidade/instabilidade ambiental. A metodologia consistiu na utilização dos Sistemas de Informação Geográfica para elaboração e integração dos mapas de geologia, geomorfologia, pedologia, cobertura vegetal e uso e ocupação do espaço, a fim de se obter a vulnerabilidade natural e ambiental. Este trabalho se propõe analisar, numa perspectiva integrada, a vulnerabilidade natural e ambiental do município de Fortaleza, indicando as áreas mais vulneráveis às intervenções antropogênicas e as potencialidades dos sistemas ambientais, visando auxiliar as atividades de planejamento urbano-ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
OLÍMPIO, J. L. S.; ZANELLA, M. E. EMPREGO DAS TECNOLOGIAS DA GEOINFORMAÇÃO NA DETERMINAÇÃO DAS VULNERABILIDADES NATURAL E AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA / CE. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 64, n. 1, 2012. DOI: 10.14393/rbcv64n1-43772. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/43772. Acesso em: 17 abr. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

João Luís Sampaio Olímpio, Universidade Federal do Ceará

Universidade Federal do Ceará

Maria Elisa Zanella, Universidade Federal do Ceará

Universidade Federal do Ceará