Compostagem

uma proposta ambiental para diminuição do lixo doméstico

Autores

  • Lorena Patrícia Maia de Souza Universidade Federal de Uberlândia
  • Thais Gomes Souza Universidade Federal de Uberlândia
  • Rodrigo Barroso Panatieri Universidade Federal de Uberlândia
  • Elaine Kikuti Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v19n22020-55987

Palavras-chave:

Resíduos sólidos, Reciclagem, Compostagem, Fertilizante orgânico

Resumo

A crescente produção de resíduos urbanos e a escassez de áreas para a destinação final tecnicamente adequada sugere a procura por novas alternativas de disposição final destes detritos. Para tanto a compostagem de resíduos orgânicos vem sendo utilizada como alternativa de reutilização da matéria orgânica, o qual é um dos métodos mais antigos de reciclagem, durante o qual o resíduo é transformado em fertilizante orgânico. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi estudar a viabilidade da compostagem doméstica de resíduos sólidos orgânicos domiciliares e escolares no município de Ituiutaba - MG. Para o processo de compostagem, empregou-se uma composteira de caixote de plástico no intuito de utilizar materiais de fácil acesso a toda comunidade. O período de compostagem foi de agosto de 2013 a julho de 2014, na Escola Estadual Antônio Souza Martins, em Ituiutaba, MG. Ao fim do período concluiu-se que o processo de compostagem em pequena escala pode ser realizado  em ambientes urbanos, , podendo ser utilizado como instrumento de educação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lorena Patrícia Maia de Souza, Universidade Federal de Uberlândia

Graduada em Química na Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Thais Gomes Souza, Universidade Federal de Uberlândia

Graduada em Química na Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Rodrigo Barroso Panatieri, Universidade Federal de Uberlândia

Doutor em Química pela Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, com estágio pós-doutoral pela Universidade Federal de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil; professor adjunto da Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Elaine Kikuti, Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Química pela Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, Brasil, com período sanduíche no Instituto Superior Técnico, Universidade Técnica de Lisboa, Portugal; estágio pós-doutoral pela Universidade de São Paulo, Brasil; professora associada da Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Referências

ATAIDE, L. M. S. et al. Estudo da presença de vetores em leiras de composto orgânico produzido na central de tratamento de resíduos sólidos de Belo Horizonte, MG. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL, 2007, Belo Horizonte. Anais [...]. Rio de Janeiro: Sindicato Nacional dos Editores de Livros, 2007.

BRASIL. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Norma Brasileira de Referência 10.004: Resíduos Sólidos: Classificação. Disponível em: https://analiticaqmcresiduos.paginas.ufsc.br/files/2014/07/Nbr-10004-2004-Classificacao-De-Residuos-Solidos.pdf. Acesso em: 20 mar. 2019.

BRASIL. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 3 ago. 2010.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Compostagem. 2014. Disponível em: https://www.mma.gov.br/informma/item/7594-compostagem.html. Acesso em: 7 set. 2019.

CERRI, C. E. et al. Compostagem. 2008. Disponível em: https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Repositorio/Compostagem_000fhc8nfqz02wyiv80efhb2adn37yaw.pdf. Acesso em: 15 mar. 2019.

LISBOA, R. Manejo dos resíduos sólidos em Ituiutaba-MG: perspectivas e soluções. 2017. 118 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia do Pontal, Universidade Federal de Uberlândia, Ituiutaba, 2017.

MACEDO, J. A. B. de. Introdução à química ambiental. 22 ed. Belo Horizonte: CRQ, 2006.

MANAHAN, S. E. Química ambiental. 9. ed. Porto Alegre: Bookman, 2013.

SANCHES, S. M. et al. A importância da compostagem para a educação ambiental nas escolas. Química Nova na Escola, n. 23, maio de 2006. (Seção Relatos de Sala de Aula). Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc23/a03.pdf. Acesso em: 17 maio 2020.

SANTOS, N. M. H. Educação ambiental por meio da compostagem de resíduos sólidos orgânicos em escolas públicas de Araguari-MG. 2007. 180 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia do Pontal, Universidade Federal de Uberlândia, Ituiutaba, 2007.

SOUZA, F. A. et al. Compostagem. Seropédida: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Agrobiologia, 2001 (Boletim Técnico, n. 50).

WANGEN, D. R. B.; FREITAS, I. C. V. Compostagem doméstica: alternativa de aproveitamento de resíduos sólidos orgânicos. Revista Brasileira de Agroecologia, Curitiba, v. 5, n. 2, p. 81-88, 2010

Downloads

Publicado

30-12-2020

Como Citar

SOUZA, L. P. M. de; SOUZA, T. G. .; PANATIERI, R. B.; KIKUTI, E. Compostagem: uma proposta ambiental para diminuição do lixo doméstico. Revista Em Extensão, Uberlândia, v. 19, n. 2, p. 87–100, 2020. DOI: 10.14393/REE-v19n22020-55987. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/55987. Acesso em: 16 jun. 2024.

Edição

Seção

Relatos de Experiência

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)