Em defesa do ensino da educação física no campo da cultura popular

Autores

  • Rogério Rodrigues Universidade Federal de Itajubá

DOI:

https://doi.org/10.14393/rep-v14n22015-art09

Palavras-chave:

Educação do Corpo. Educação Física. Fundamentos da Educação. Cultura Popular.

Resumo

A Educação Física é uma área do conhecimento que possui diversas peculiaridades no ensino e na pesquisa. Nesse aspecto, o artigo busca incentivar um debate sobre a questão da desvalorização, principalmente, seu distanciamento da cultura popular, diante da banalização da maneira como a transmissão da Educação Física vem ocorrendo nas escolas de educação básica. Esse tipo de reflexão, de certo modo, remete-nos a certa compreensão crítica sobre as alterações no campo da didática da Educação Física, quando esta fica subordinada ao fenômeno esportivo. Nesse sentido, a análise pode ser um elemento de reflexão que constitui algo em defesa dessa modalidade de ensino no campo da cultura popular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Rodrigues, Universidade Federal de Itajubá

Graduação em Educação Física (Unesp/1987) Mestre em Educação (Unicamp/1997) Doutor em Educação (Unicamp/2004)

Referências

BOURDIEU, P. Programa para uma sociologia do esporte. In: ______. Coisas ditas. Tradução de Cássia R. da Silveira e Denise Moreno Pegorim. São Paulo: Brasiliense, 1990.

DESCARTES, R. Meditações. Tradução de J. Guinsburg e Bento Prado Júnior. São Paulo: Abril Cultural, 1974. (Coleção: Os Pensadores).

GUATTARI, F. Revolução molecular: pulsações políticas do desejo. Tradução de Suely Belinha Rolnik. São Paulo: Brasiliense, 1981.

MAUSS, M. As técnicas corporais. In: ______. Sociologia e antropologia. Tradução de Mauro W. B. de Almeida. São Paulo: EPU/EDUSP, 1974.

RODRIGUES, R. A educação cindida e formação do sujeito: para além de uma pedagogia do

Downloads

Publicado

07-03-2016

Como Citar

RODRIGUES, R. Em defesa do ensino da educação física no campo da cultura popular. Revista de Educação Popular, Uberlândia, v. 14, n. 2, p. 108–115, 2016. DOI: 10.14393/rep-v14n22015-art09. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/30220. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais