Ensino remoto na escola: análise das dificuldades de professores de matemática

Conteúdo do artigo principal

Marcelo Carlos de Proença
https://orcid.org/0000-0002-6496-4912
João Alessandro da Luz
https://orcid.org/0000-0002-9717-110X
Luiz Otavio Rodrigues Mendes

Resumo

Tendo em vista as adversidades da educação durante a pandemia de COVID-19, este artigo busca analisar e evidenciar as dificuldades encontradas por professores de matemática ao exercerem o ensino remoto durante esse período. Neste estudo, de cunho qualitativo e descritivo, participaram 18 professores de escolas públicas e privadas. Os dados foram coletados por meio de questionário eletrônico e discutidos com a análise de conteúdo de Bardin, da qual emergiram quatro categorias de dificuldades: I – Dificuldades em habilidades para o uso de tecnologias; II – Dificuldades de infraestrutura para o ensino remoto: acesso à internet, softwares e equipamentos; III – Dificuldades relacionadas aos alunos: falta de atendimento pedagógico presencial, pouca frequência e desinteresse; IV – Dificuldades relacionadas aos professores: adaptação ao trabalho remoto e aumento da carga laboral. Tais dificuldades evidenciam a necessidade de letramento digital dos docentes por meio de formação continuada como a necessidade de investimentos de infraestrutura nas escolas públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Proença, M. C. de, Luz, J. A. da, & Mendes, L. O. R. (2022). Ensino remoto na escola: análise das dificuldades de professores de matemática. Ensino Em Re-Vista, 29(Contínua), e059. https://doi.org/10.14393/ER-v29a2022-59
Seção
DEMANDA CONTÍNUA

Referências

ALMANTHARI, A.; MAULINA, S.; BRUCE, S. Secondary school mathematics teachers' views on e-learning implementation barriers during the COVID-19 pandemic: The case of Indonesia. Eurasia Journal of Mathematics, Science and Technology Education, v. 16, n. 7, 2020. DOI: https://doi.org/10.29333/ejmste/8240

ANJOS, A. C. P. Dificuldade no ensino-aprendizagem e comunicação entre professores e alunos durante a pandemia do COVID-19. Revista Francesa de Educação, 2020. Disponível em: https://www.revistafranciscanaeducacao.com.br/artigo?at=Nzg=

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 70. ed. Lisboa: Edições, 2011.

CAO, Y. et al. Post-pandemic reflections: lessons from Chinese mathematics teachers about online mathematics instruction. Asia Pacific Education Review, p. 1-12, 2021. DOI: https://doi.org/10.1007/s12564-021-09694-w

CORDEIRO, K. M. A. O Impacto da Pandemia na Educação: A Utilização da Tecnologia como Ferramenta de Ensino, Revista IDAM, 2020. Disponível em: http://repositorio.idaam.edu.br/jspui/handle/prefix/1157. Acesso em: 12 ago. 2021.

CURY, C. R. J. Educação escolar e pandemia. Pedagogia em Ação. Belo Horizonte, v. 13, n. 1, 2020.

DANIEL, John. Education and the COVID-19 pandemic. Prospects, v. 49, n. 1, p. 91-96, 2020.

FLORES, J. B.; LIMA, V. M. R. Educação em tempos de pandemia: dificuldades e oportunidades para os professores de ciências e matemática da educação básica na rede pública do Rio Grande do Sul. Revista Insignare Scientia-RIS, v. 4, n. 3, p. 94-109, 2021. DOI: https://doi.org/10.36661/2595-4520.2021v4i4.12116

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. Atlas, 2008.

IRFAN, M. et al. Challenges during the pandemic: use of e-learning in mathematics learning in higher education. Infinity Journal, v. 9, n. 2, p. 147-158, 2020. DOI: https://doi.org/10.22460/infinity.v9i2.p147-158

MENDES, L. O. R.; LUZ, J. A; PEREIRA, A. L. Matemática e Ensino Remoto: percepções de estudantes do Ensino Médio. Revista Iberoamericana de Tecnología en Educación y Educación en Tecnología, n. 28, p. 370-378, 2021. DOI: https://doi.org/10.24215/18509959.28.e46

MERELES, J. I.; CANESE, V.; AMARILLA, J.. Dificultades experimentadas por estudiantes secundarios y universitarios en Paraguay en tiempos de COVID-19. Ciência Latina – Revista Multidisciplinar, v. 4, n. 2, p. 1687-1708, 2020.

MOREIRA, A. A. Ensino online na educação de jovens e adultos em época de pandemia. IntegraEaD, v. 2, n. 1, p. 8-8, 2020.

OLIVEIRA, D. A.; GONÇALVES, G. B. B.; MELO, S. D. G., FARDIN, V.; MILL, D. Transformações na Organização do Processo de Trabalho Docente e suas Conseqüências Para Os Professores. Trabalho e Educação, v. 11, p. 51–65, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/8991. Acesso em: 12 ago. 2021.

PROENÇA, M. C.; MENDES, L. O. R.; OLIVEIRA, A. B. Estágio Curricular Supervisionado no Contexto do Ensino Remoto: análise da visão de futuros professores de Matemática. Revista Baiana de Educação Matemática, v. 2, n. 01, p. e202108, 2021. DOI: https://doi.org/10.47207/rbem.v2i01.11965

RONDINI, C. A.; PEDRO, K. M.; DUARTE, C. S. Pandemia do Covid-19 e o ensino remoto emergencial: Mudanças na práxis docente. Interfaces Científicas-Educação, v. 10, n. 1, p. 41-57, 2020. DOI: https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v10n1p41-57

SABARUDDIN, S.; MARZUKI, M.; KHAIRUNNISAK, K. Pandemic Covid-19: The Opportunities and Challenges to Using ICT in Mathematics Learning. International Journal Of Entrepreneurship And Business Development, v. 3, n. 4, p. 409-414, 2020. DOI: https://doi.org/10.29138/ijebd.v3i4.1201

SANTOS, T. S. S.; RIBEIRO PESSANHA, E. C.; BALTHAZAR DA SILVA, R. Inclusão digital: uma reflexão sobre a situação nas escolas públicas brasileiras. Anais do Encontro Virtual de Documentação em Software Livre e Congresso Internacional de Linguagem e Tecnologia Online, [S.l.], v. 5, n. 1, jun. 2016. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/anais_linguagem_tecnologia/article/view/10559/9387. Acesso em: 12 ago. 2021.

SANTOS, G. R. F. Ensino de matemática: Concepções sobre o conhecimento matemático e a ressignificação do método de ensino em tempos de pandemia. Culturas & Fronteiras, v. 2, n. 2, p. 40-57, 2020.

SANTOS, J. E. B.; ROSA, M. C.; DA SILVA SOUZA, D. O Ensino de Matemática Online. Interacções, v. 16, n. 55, p. 165-185, 2020.

SILVA, A. F.; SOUZA, A. L. L. Condições do trabalho escolar: desafios para os sistemas municipais de ensino. Cadernos de pesquisa, v. 43, n. 150, p. 772-787, 2013.

SOUZA, K. R.; KERBAUY, M. T. M. Abordagem quanti-qualitativa: superação da dicotomia quantitativa-qualitativa na pesquisa em Educação. Revista Educação e Filosofia. Uberlândia, v. 31, n. 61, p. 21-44, jan./abr. 2017. DOI: https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v31n61a2017-p21a44

STURION, L. et al. As dificuldades dos professores de estatística na utilização de tecnologias midiáticas. Revista de Ensino de Ciências e Matemática (REnCiMa), v. 9, p. 78-93, 2018. DOI: https://doi.org/10.26843/rencima.v9i4.1712

VASCONCELOS, C. R. D; ARAÚJO, J. A. Q. C. Educação em tempos de pandemia: a prática do ensino remoto na percepção de professores. In: EPEN - Encontro de Pesquisa Educacional do Nordeste, n. 25, 2020, p. 01-08.