Reflexões e reticências: enunciações sobre o Ensino Remoto em tempos de pandemia

Conteúdo do artigo principal

Peterson Fernando Kepps da Silva
https://orcid.org/0000-0001-6305-1444
Lavínia Schwantes
https://orcid.org/0000-0003-3362-7531
Mélany Silva dos Santos

Resumo

O trabalho apresenta uma investigação acerca das enunciações que os estudantes têm dito sobre o ensino remoto no período de pandemia do COVID-19. Para produzir os dados, aplicamos um questionário para alunos do Ensino Fundamental de uma escola pública situada no Rio Grande do Sul. Identificamos que a maioria acessam as atividades em casa, e se conectam a internet via wi-fi. A maioria não aprova o ensino remoto; poucos consideram tranquilo. Nesse grupo é possível observar que existe uma estrutura social e psicológica os amparando. Os estudantes apontam dificuldades de entendimento para a realização das atividades, mencionando cinco disciplinas. Da análise construímos dois enunciados: 1) o ensino remoto não é aprovado por aqueles estudantes com falta de estrutura física e/ou auxílio de responsáveis; e 2) o ensino remoto é uma alternativa viável no período de pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Silva, P. F. K. da, Schwantes, L., & Santos, M. S. dos. (2022). Reflexões e reticências: enunciações sobre o Ensino Remoto em tempos de pandemia. Ensino Em Re-Vista, 29(Contínua), e054. https://doi.org/10.14393/ER-v29a2022-54
Seção
DOSSIÊ 3 - A ESCOLA NOS DIAS ATUAIS: E AGORA?

Referências

COSTA, G. B. Esperamos que agosto seja o pico da covid-19 nas Américas, diz Opas. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/estado/2020/08/04/esperamos-que-agosto-seja-o-pico-da-covid-19-nas-americas-diz-opas.htm. Acesso em: 10 out. 2020.

DAYRELL, J. A escola como espaço sócio-cultural. In: Múltiplos olhares sobre a educação e cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1996.

FOUCAULT, M. Arqueologia do saber. (8a ed.) Rio de Janeiro, RJ: Forense Universitária, 2013.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso: aula Inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. São Paulo: Loyola, 2014, 74.

IBGE EDUCA. Conheça o Brasil – População Educação. Disponível em: https://educa.ibge.gov.br/jovens/conheca-o-brasil/populacao/18317-educacao.html. Acesso em: 18 jun. 2021.

KOEPPE, C. H. B.; FERREIRA, S. R.; CALABRO, L. Saúde em jogo: Ensino de Ciências e prevenção à contaminação viral para os anos iniciais do Ensino Fundamental. Revista Thema. v.18, p.170-183, ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.15536/thema.V18.Especial.2020.170-183.1845.

LARROSA, J. Pedagogia Profana: Danças, Piruetas e Mascaradas. 4. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

MUNICIPIO. Decreto nº 6.249, de 17 de março de 2020. Dispõe acerda de medidas temporárias a serem adotadas pela Administração Pública Municipal, objetivando a prevenção ao contágio, o enfrentamento da propagação do agente patógeno denominado coronavírus (COVID-19). Disponível em: http://pelotas.rs.gov.br/noticia/prefeitura-apresenta-medidas-para-prevencao-contra-o-novo-coronavirus. Acesso em: 10 outubro 2020.

PARECER. Parecer 56 CEED Regras da Educação Especial. Disponível em: http://www.faders.rs.gov.br/legislacao/5/403. Acesso em: 10 outubro 2020.

RIO GRANDE DO SUL. Começa implantação das Aulas Remotas na Rede Estadual de Ensino. Disponível em: https://educacao.rs.gov.br/comeca-implantacao-das-aulas-remotas-na-rede-estadual-de-ensino. Acesso em: 8 out. 2020.

SARAIVA, K.; TRAVERSINI, C.; LOCKMANN, K. A educação em tempos de COVID-19: ensino remoto e exaustão docente. Práxis Educativa, v. 15, p. 1-24, ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.15.16289.094.

TORRE, T. D. L. Escolas municipais contam com as redes sociais para manter vínculos com alunos. Disponível em: http://www.pelotas.com.br/noticia/escolas-municipais-contam-com-as-redes-sociais-para-manter-vinculos-com-alunos. Acesso em: 8 out. 2020.