Pesquisa colaborativa: contribuições para a formação didática e o trabalho pedagógico do professor da educação básica

Conteúdo do artigo principal

Edileuza Fernandes Silva
https://orcid.org/0000-0003-0576-1119
Enílvia Rocha Morato Soares
https://orcid.org/0000-0002-7405-2167
Henrique Rodrigues Torres
https://orcid.org/0000-0002-2405-5271

Resumo

O artigo resulta de pesquisa colaborativa, financiada pela FAP-DF, com o objetivo de discutir contribuições das didáticas específicas para a formação e o trabalho pedagógico de professores da educação básica. Analisamos, a partir da abordagem qualitativa, dados levantados de questionários no Google Forms respondidos por 26 professores. Discutimos conceitualmente as didáticas na formação docente, suas contribuições para o trabalho pedagógico e os subsídios da pesquisa colaborativa para a formação de pesquisadores comprometidos com a realidade escolar. Concluímos reafirmando a relevância da formação didática para o trabalho pedagógico com vistas à garantia das aprendizagens de todos os estudantes e da pesquisa colaborativa para a produção de conhecimentos sobre didáticas e formação docente, bem como para a formação dos pesquisadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Silva, E. F. ., Soares, E. R. M. ., & Torres , H. R. . (2022). Pesquisa colaborativa: contribuições para a formação didática e o trabalho pedagógico do professor da educação básica. Ensino Em Re-Vista, 29(Contínua), e006. https://doi.org/10.14393/ER-v29a2022-6
Seção
DOSSIÊ: A EXPERIÊNCIA DA PESQUISA COLABORATIVA EM REDE

Referências

BERBEL, N. A. N. Didática e práxis. II Jornada de Didática e I Seminário de Pesquisa do CEMAD: docência na educação superior – caminhos para uma práxis transformadora. 2013.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Censo da Educação Básica 2020: Notas Estatísticas. Brasília-DF, 2021.

BRASIL. Plano Nacional de Educação 2014-2024: Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014.

DISTRITO FEDERAL. Dados gerais do Censo 2019. SEE/SUPLAV/DINFE/GETED. Disponível em: http://dadoseducacionais.se.df.gov.br/dadosgeraiscenso.php. Acesso em: 08 jun. 2021.

DISTRITO FEDERAL. Caderno de Matrículas 2019. Secretaria de Educação do Distrito Federal. Disponível em: http://www.se.df.gov.br. Acesso em: 08 jun. 2021.

DUARTE, N. Os conteúdos escolares e a ressurreição dos mortos: contribuição à teoria histórico-crítica do currículo. Campinas: Autores Associados, 2016.

FIORENTINI, D. Pesquisar práticas colaborativas, ou pesquisar colaborativamente? In: BORBA, M. C.; ARAÚJO, J. L. (Orgs.). Pesquisa qualitativa em educação matemática. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2019, p. 47-76.

FRANCO, M. L. P. B. Análise do Conteúdo. Brasília-DF: Líber Livro Editora, 2008.

FREITAS, Luíz Carlos de; SORDI, Mara Regina Lemes de; MALAVASI, Maria Márcia Sigrist; FREITAS, Helena Costa Lopes de. Avaliação Educacional: Caminhando pela contramão. Petrópolis-RJ: Vozes, 2009.

LAMPERT, E. O ensino com pesquisa: realidade, desafios e perspectivas na universidade brasileira. In: Docência na educação superior. Linhas Críticas, Brasília, v. 14, n. 26, p. 5-24, jan./jun. 2008. DOI: https://doi.org/10.26512/lc.v14i26.3439.

LIBÂNEO, J. C. Didática. São Paulo: Cortez, 1993.

LIBÂNEO. Didática e epistemologia: para além do debate entre a didática e as didáticas específicas. In: VEIGA, I. P. A.; D’AVILA, C. (orgs.). Profissão Docente: novos sentidos, novas perspectivas. Campinas, SP: Papirus, 2008.

LINELL, P. Dialogical language, dialogical minds, dialogical brains. In: Conference on Cognitive Dynamics and the Language Sciences. Cambridge, UK, 2009.

LIMA, J. A. As culturas colaborativas nas escolas. Portugal, Porto Editora, 2002.

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. Tradução de Isa Tavares. 2ª ed. São Paulo: Boitempo, 2008.

PALUDO, C.; VITÓRIA, F. B. Contribuições do materialismo histórico-dialético para o entendimento da política pública social na atualidade. In: CUNHA, C.; SOUSA, J. V.; SILVA, M. A. (Orgs.). O método dialético na pesquisa em educação. Campinas: Autores Associados, 2014. p. 99-130.

PATTO, M. H. S. Introdução à psicologia escolar. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1997.

PIMENTA, S. G. FRANCO, M. A. S; FUSARI, J. C. Didática multidimensional: da prática coletiva à construção de princípios articuladores. Anais do XVII Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino. Universidade do Estado do Ceará, 2014.

PIMENTA, S. G. Movimentos críticos da Didática: resistência ao tecnicismo/neotecnicismo neoliberal. Presença Pedagógica na sala de aula. Ed. 146, ano 23, novembro de 2018. Rona Editora. Belo Horizonte: MG, p. 12-21

POSTIC, M. A relação pedagógica. 2 ed. Coimbra, Portugal: Editora Coimbra Ltda., 2007.

RAYS, O. A. Metodologia de ensino: Cultura do caminho contextualizado. In: VEIGA, I. P. A. (org.). Repensando a didática. Campinas: Papirus, 2006.

SÁNCHEZ VÁZQUEZ, A. Filosofia da práxis. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11ª ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

SOARES, E. R. M.; FERNANDES, R. C. A. Trabalho Pedagógico Colaborativo no Ensino Fundamental. In: VEIGA, I. P. A.; FERNANDES SILVA, E. Ensino Fundamental: da LDB à BNCC. Campinas, SP: Papirus, 2018.

SHIROMA, E. O.; CAMPOS, R. F.; GARCIA, R. M. C. Decifrar textos para compreender a política: subsídios teórico-metodológicos para análise de documentos. Revista Perspectiva, Florianópolis, v. 23, n. 2, p. 427-446, jul/dez, 2005. DOI: https://doi.org/10.5007/%25x.

TCHALEKIAN, B. B. A. Os Sentidos e Significados atribuídos por uma professora da rede pública de ensino de São Paulo aos impasses e dificuldades para a realização da atividade docente. Projeto financiado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da PUC-SP e certificado pela coordenadora Wanda Maria Junqueira de Aguiar em 02/01/2014. Disponível em: http://www.pucsp.br/iniciacaocientifica/22encontro/artigos-premiados-21ed/BRUNA-B-A-TCHALEKIAN.pdf. Acesso em: 09 jun. 2021.

VEIGA, I. P. A. Organização didática da aula: um projeto colaborativo de ação imediata. In: VEIGA, I. P. A. (Org.). Aula: gênese, dimensões, princípios e práticas. Campinas, SP: Papirus, 2008.

VEIGA, I. P. A.; FERNANDES SILVA, E. Para onde vão a didática geral da educação superior e as didáticas específicas? In: VEIGA, I. P. A.; FERNANDES, R. C. A. Por uma didática da educação superior. Campinas, SP: Editora Associados, 2020, p. 41-60.

WACHOWICZ, L. A. O método dialético na didática. Campinas, SP: Papirus, 1989.

ZABALZA, A. O ensino universitário: seu cenário e seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed, 2004.