Imagens e Identidades da Docência: ser, tornar-se e fazer-se professor, professora

Conteúdo do artigo principal

Vanessa T. Bueno Campos
https://orcid.org/0000-0002-5542-0980
Maria de Lourdes Ribeiro Gaspar
https://orcid.org/0000-0002-1847-1148
Sarah Juvencino de Oliveira Morais
https://orcid.org/0000-0001-8220-3335

Resumo

A identidade profissional docente não é inerente ou fixa; é complexa e construída a partir da significação social que atribuímos ao tornar-se e o fazer-se professor, professora. Essa premissa nos orientou, nesse artigo, tecermos reflexões sobre os conceitos em torno da constituição da identidade profissional docente decorrentes da produção de desenhos elaborados por estudantes da educação básica e superior. O questionamento que nos orientou foi: quais imagens são comumente relacionadas a docência e como é constituída a identidade profissional dos/as professores/as na percepção de estudantes? Optamos pela pesquisa exploratória com abordagem qualitativa, tendo como parâmetro no plano teórico e empírico, a revisão bibliográfica e a análise de conteúdo dos discursos expresso nos desenhos. A análise das produções dos discentes revelaram que a identidade profissional docente é compreendida por eles/elas na relação que estabelecem em sala de aula, marcada pela afetividade, pelo acesso ao conhecimento, pelas tradições sociais e culturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Campos, V. T. B. ., Gaspar , M. de L. R. ., & Morais , S. J. de O. . (2020). Imagens e Identidades da Docência: ser, tornar-se e fazer-se professor, professora . Ensino Em Re-Vista, 27(1), 93–117. https://doi.org/10.14393/ER-v27n1a2020-4
Seção
Dossiê O caminho se faz caminhando: formação docente no fazer e refazer

Referências

ALMEIDA, Maria Isabel de. Apontamentos a respeito da formação de professores. In: BARBOSA, Raquel L. L. (Org.). Formação de educadores: artes e técnicas, ciências e políticas. São Paulo: UNERSP, 2006.

ALMEIDA, Maria Isabel de. Pedagogia universitária e projetos institucionais de formação e profissionalização de professores universitários. 2011.147 f. Tese (Livre-Docência) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

ARROYO, Miguel G. Ofício de Mestre: Imagens e Auto-Imagens. Petrópolis: Vozes, 2000.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BOFF, Leonardo. A águia e a galinha. Uma metáfora da condição humana. Rio de Janeiro: Vozes, 2010, p. 9

CAMPOS, Vanessa T. B. Ações formativas como estratégia de desenvolvimento profissional de professores na educação superior e (trans)formação da prática docente na Universidade Federal de Uberlândia – MG. Relatório Estágio Pós-Doutoral. Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo. São Paulo. 2017.

CAMPOS, Vanessa T. Bueno; ALMEIDA, Maria Isabel de. Contribuições de ações de formação contínua para a (trans)formação de professores universitários. Revista Linhas. Florianópolis, v. 20, n. 43, p. 21-50, maio/ago. 2019.

CAMPOS, Vanessa T. B. & SILVA, Fernanda D. A. (Trans)formação da docência: contribuições das experiências de vida à formação inicial de professores. ETD - Educação Temática Digital, 21(1), 242-258. 2019.

CUNHA, Maria Isabel da. A docência como ação complexa: o papel da Didática na formação de professores. In: ROMANOWSKI; José P. MARTINS, Pura L. O.; JUNQUEIRA, Sérgio R. Conhecimento local e conhecimento universal: pesquisa, didática e ação docente. Curitiba: Champagnat, 2004, p. 31-42.

DUBAR, Claude. A socialização: construção das identidades sociais e profissionais. Tradução: Andrea Stahel M. da Silva. 3. ed. São Paulo, SP: Martins Fontes, 2005.

FREIRE, Paulo. Política e educação. Indaiatuba: Villa das Letras Editora, 1993.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 53. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. A educação na cidade. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1995.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. 24. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

GENTIL, Heloisa S. Identidades de professores e redes de significações – configurações que constituem o "nós" professores. Revista Psicologia da Educação, São Paulo, 23, 2º sem. de 2006, pp. 175-188.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

MARCELO GARCIA, Carlos. Os professores e sua formação. In: NÓVOA, A. (org). Formação de professores e profissão docente. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

MARCELO GARCIA, Carlos. A identidade docente: constantes e desafios. Formação Docente, Belo Horizonte, v. 01, n. 01, p. 109-131, ago./dez. 2009. Disponível em http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br. Acesso em:12 maio 2019.

MARQUES, Mário O. A formação do profissional da educação. 5ª Ed. Unijuí, 2006.

MELO, Geovana Ferreira; CAMPOS, Vanessa T. Bueno. Pedagogia universitária: por uma política institucional de desenvolvimento docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 49, n. 173, p. 44-63, jul./set. 2019. https://doi.org/10.1590/198053145897.

NÓVOA, António. Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, A. (coord.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992. p.15-33.

NÓVOA, António. Os professores e o “novo” espaço público da educação. In: TARDIF M. e LESSARD, C. (org.) O ofício de professor: história, perspectivas e desafios internacionais. Petrópolis (RJ): Vozes, 2008, p. 217-233.

PESSOA, Fernando. Poesias de Álvaro de Campos. Lisboa: Ática, 1944.

PIMENTA, Selma G. Saberes pedagógicos e atividades docentes. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

SAVATER, Fernando. Política para meu filho. S. Paulo, Martins Fontes, 1996.

RIOS, Terezinha Azeredo. Compreender e ensinar: por uma docência da melhor qualidade. São Paulo: Cortez, 2008.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

ZABALZA, Miguel. O ensino universitário: seu cenário e seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed, 2004.