Desenvolvimento rural nas regiões sojicultoras do MAPITO

Autores

  • Thiago José Arruda de Oliveira Unioeste
  • Stefan Hubertus Dörner IFMA

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT102028228

Palavras-chave:

MAPITO, Desenvolvimento rural, Cerrado, Soja, Indicadores

Resumo

O principal objetivo deste artigo é analisar a existência de uma relação entre desenvolvimento rural e produção sojicultora. O cenário desta análise são os Estados do Maranhão, Piauí e Tocantins, a chamada região MAPITO, a qual experimentou expansão da área plantada de soja adaptada ao bioma Cerrado nas duas últimas décadas. Para tanto, aplica-se os indicadores da estatística espacial - I de Moran global e local (LISA) cujo objetivo é identificar as regiões sojicultoras. Em seguida emprega o IDR - Indicador de Desenvolvimento Rural - elaborado por Kageyama (2008) para comparar o nível de desenvolvimento entre as regiões. Os resultados apontam que não existe a hipótese levantada no Cerrado do MAPITO. Apesar da alta produção, as áreas analisadas ainda não conseguiram converter os ganhos na agricultura em bem estar para a população do campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago José Arruda de Oliveira, Unioeste

Doutorando do PGDRA/Unioeste

Stefan Hubertus Dörner, IFMA

Doutorando do PGDRA/Unioeste e professor do IFMA/Pinheiro

Downloads

Publicado

12-08-2015

Como Citar

OLIVEIRA, T. J. A. de; DÖRNER, S. H. Desenvolvimento rural nas regiões sojicultoras do MAPITO . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 10, n. 20 Jul., p. 114–134, 2015. DOI: 10.14393/RCT102028228. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/28228. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos