O circuito espacial de produção e os círculos de cooperação da cana-de-açúcar: uma análise a partir de Alagoas

Autores

  • Dênis Carlos da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT81623801

Palavras-chave:

Circuito espacial de produção, Círculos de cooperação, Uso do território, Cana-de-açúcar, Agentes hegemônicos

Resumo

Investigar a cana-de-açúcar em Alagoas implica em aprofundar a compreensão sobre a história da formação territorial do estado. Vários aspectos presentes na realidade alagoana foram herdados da dinâmica da atividade canavieira. Atualmente, destaque no Brasil e recordista no Nordeste em produção de açúcar e álcool, Alagoas conta com 25 unidades produtoras (usinas), e exporta seus produtos para muitos países. Esse complexo sucroalcooleiro se estende principalmente pela Zona da Mata (polo industrial canavieiro). O circuito espacial de produção da cana-de-açúcar em Alagoas se insere dentro da lógica global, justamente por atender em grande parte as exigências do mercado externo que faz com que a produção circule em larga escala, contribuindo, contraditoriamente, para a reprodução da pobreza local. Para a concretização desses projetos, os chamados agentes hegemônicos contam com o apoio de instituições públicas e privadas, as quais fazem possível a confirmação de suas práticas, através das normas e dos círculos de cooperação. Para a operacionalização dessas ideias, se fez necessário a utilização do conceito de circuito espacial de produção e de território, este último analisado a partir da categoria uso do território, sendo estes pressupostos capazes de indicar os vários desvendamentos inerentes a teia dos circuitos da cana-de-açúcar a partir de Alagoas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dênis Carlos da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN

Mestrando do Programa de Pós-Graduação e Pesquisa em Geografia

Downloads

Publicado

19-08-2013

Como Citar

SILVA, D. C. da. O circuito espacial de produção e os círculos de cooperação da cana-de-açúcar: uma análise a partir de Alagoas . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 8, n. 16 Ago., p. 70–96, 2013. DOI: 10.14393/RCT81623801. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/23801. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos