O processo histórico da modernização da agricultura no Brasil (1960-1979)

Autores

  • Gustavo Bianch Silva Universidade Federal de Viçosa
  • Maria Izabel Vieira Botelho Universidade Federal de Viçosa

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT91723084

Palavras-chave:

Modernização, Tecnologia, Macroeconomia, Desigualdade, Impactos

Resumo

O objetivo deste artigo é problematizar as produções acadêmicas referentes à Modernização da Agricultura no Brasil. A ambiguidade da realidade econômica dual do setor primário brasileiro é mais bem compreendida quando se faz conhecido o processo histórico da modernização da agricultura. Evidenciaremos, portanto, nesta publicação, tanto as abordagens clássicas quanto as interpretações atuais no tocante à modernização da agricultura. Do contexto histórico da gestação do modelo desenvolvimentista até o projeto da modernização conservadora, nossa intenção é analisar a modernização no viés macroeconômico, compreender a natureza da pesquisa científica agropecuária e, por fim, problematizar as publicações referentes aos impactos decorrentes da modernização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Bianch Silva, Universidade Federal de Viçosa

Mestrando em Extensão Rural, Departamento de Economia Rural (UFV). Graduação em História (UFV).

Maria Izabel Vieira Botelho, Universidade Federal de Viçosa

Profª do Departamento de Economia Rural

Downloads

Publicado

06-05-2014

Como Citar

SILVA, G. B.; BOTELHO, M. I. V. O processo histórico da modernização da agricultura no Brasil (1960-1979) . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 9, n. 17 Abr., p. 362–387, 2014. DOI: 10.14393/RCT91723084. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/23084. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos