CONTEXTO LITOESTRATIGRÁFICO E CONSIDERACÕES SOBRE A FORMAÇÃO DO JAZIGO FOSSILÍFERO DO MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO OESTE-PR

Autores

  • Edison Fortes Universidade Estadual de Maringá
  • Rosana Natieli de Lima Universidade Estadual de Maringá
  • Américo José Marques Universidade Estadual de Maringá
  • Susana Volkmer Universidade Estadual de Maringá
  • Daniela Cristina Roque Universidade Estadual de Maringá
  • Vitor Bassi Mazzoni Núcleo Estadual de Educação de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG259970609

Palavras-chave:

Litofaciologia, Pterossauro, Fluxo sazonal, Sequência rítmica

Resumo

Esse trabalho teve por objetivo a descrição estratigráfica do jazigo fossilífero e a interpretação das condições de deposição, bem como das relações litofaciológicas da sequência sedimentar da Formação Rio Paraná, com destaque para o sítio paleontológico do Município de Cruzeiro do Oeste, no Estado do Paraná. O afloramento estudado é representado por uma sequência rítmica de estratos centimétricos, composto predominantemente por areia fina, formando uma sequência de pelo menos três estratos, intercalados por níveis argilosos milimétricos com hematita, ricos em fósseis de pterossauros. A disposição caótica destes elementos, junto ao topo de cada estrato, indica para a interpretação de uma deposição em condições de transbordamento de águas, com escoamento superficial efêmero distal, e no qual denominamos de Litofácies de Planície de Transbordamento. Essa litofácie grada de forma transicional em direção ao topo para sequência arenosa fina, com estruturas sedimentares tênues, associadas a marcas de ondas na parte basal da camada. Essa sequência foi interpretada como Litofácies de Lençóis de Areia, depositadas inicialmente em condições de maior umidade do substrato e gradando para condições mais secas em direção ao topo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edison Fortes, Universidade Estadual de Maringá

Formação Geografia, Universidade Estadual de Maringá, 1989,  Doutorado em Geociências pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP – Rio Claro) 2003.

Rosana Natieli de Lima, Universidade Estadual de Maringá

Formação Geografia, Universidade Estadual de Maringá (UEM), em 2016. Mestrado Geografia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM 2019). Doutoranda em Geografia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Américo José Marques, Universidade Estadual de Maringá

Formado em Geografia pela Universidade Estadual de Maringá em 1999, Mestrado em Engenharia Cartográfica pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (UNESP-PP) em 2004. Doutor em Geografia pela Univeridade Estadual de Londrina em 2018.

Susana Volkmer, Universidade Estadual de Maringá

Formação Geologia, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 1988. Doutorado em Geociências (Geotectônica e Geoquímica) em 1999 na Universidade de São Paulo (USP).

Daniela Cristina Roque, Universidade Estadual de Maringá

Formação Geografia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) em 2019, Mestrado Geografia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) em 2022.

Vitor Bassi Mazzoni, Núcleo Estadual de Educação de São Paulo

Graduado em Geografia pela Universidade Estadual de Maringá

Downloads

Publicado

04-06-2024

Como Citar

FORTES, E.; LIMA, R. N. de; MARQUES, A. J.; VOLKMER, S.; ROQUE, D. C.; MAZZONI, V. B. CONTEXTO LITOESTRATIGRÁFICO E CONSIDERACÕES SOBRE A FORMAÇÃO DO JAZIGO FOSSILÍFERO DO MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO OESTE-PR. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 25, n. 99, p. 211–223, 2024. DOI: 10.14393/RCG259970609. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/70609. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos