O DESAFIO DA SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL EM COMUNIDADES BENEFICIÁRIAS DA RESERVA EXTRATIVISTA MARINHA DE CANAVIEIRAS, BAHIA, BRASIL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG249668272

Palavras-chave:

Comunidades, Desenvolvimento local, Indicadores

Resumo

Este artigo visa analisar a sustentabilidade ambiental de comunidades da Reserva Extrativista Marinha de Canavieiras, Estado da Bahia, Brasil. Para viabilizar a pesquisa, foram levantados dados primários junto a 262 famílias em 11 comunidades beneficiárias da RESEX de Canavieiras, no ano de 2019, por meio de um formulário semiestruturado, contendo questões sociais, econômicas e sobre os recursos naturais. Os dados levantados foram compilados em indicadores de sustentabilidade, a partir da geração de índices e subíndices, na escala de 0 a 4, em que quanto mais próximo de 0 pior a sustentabilidade e quanto mais próximo de 4 melhor a sustentabilidade. Os resultados apontaram que a Resex de Canavieiras tem se revelado um instrumento potencial para conservar ambientes naturais e os meios de sobrevivência dos seus beneficiários. No entanto, os índices e subíndices evidenciaram que as comunidades se encontravam entre baixa e média sustentabilidade ambiental, se mostrando a dimensão econômica a mais frágil. O fator geográfico acesso direto à Sede Municipal e a outras cidades por rodovia ou avenida, foram fatores mais significativos para a obtenção de certas infraestruturas sociais e econômicas, e para o desenvolvimento de certas comunidades, do que o acesso direto ao mar e ao mangue conjuntamente, por permitirem fluxos mais especializados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo César Bahia de Aguiar, Universidade Estadual de Santa Cruz

Doutor em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente, Especialista em Agroecologia Aplicada a Agricultura Familiar – Residência Agrária, e Graduado em Geografia – todos os títulos pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus, Bahia, Brasil.

Mônica de Moura Pires, Universidade Estadual de Santa Cruz

Pós-Doutora em Economia Urbana e Regional pela Universidade de Oviedo, Espanha. Doutora e Mestra em Economia Rural pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Minas Gerais. Graduada em Administração pela Universidade do Estado da Bahia (UESB). Professora Plena do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

Christiana Cabicieri Profice, Universidade Estadual de Santa Cruz

Pós-Doutora pelo The City College of New York, CCNY, Estados Unidos. Doutora em Psicologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Mestra em Psicologia Clínica e Patológica pela Université de Paris V (Rene Descartes, França), e em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente/PRODEMA pela UESC. Graduada em Psicologia pela Universidade Santa Úrsula. Professora Titular do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas da UESC

Downloads

Publicado

05-12-2023

Como Citar

AGUIAR, P. C. B. de; PIRES, M. de M.; PROFICE, C. C. O DESAFIO DA SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL EM COMUNIDADES BENEFICIÁRIAS DA RESERVA EXTRATIVISTA MARINHA DE CANAVIEIRAS, BAHIA, BRASIL. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 24, n. 96, p. 16–36, 2023. DOI: 10.14393/RCG249668272. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/68272. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos