MODELAGEM DE CENÁRIOS PARA O MAPEAMENTO DE POTENCIAL DO TURISMO SUSTENTÁVEL EM BRUMADINHO, MINAS GERAIS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG249567326

Palavras-chave:

Turismo Sustentável, Modelagem Ambiental, Cenários

Resumo

Este artigo relata os resultados de um estudo de caso que teve como objetivo simular cenários de mudança de cobertura do uso do solo (LUCC) que possam contribuir para o desenvolvimento do turismo sustentável no município de Brumadinho em Minas Gerais, Brasil. O trabalho foi desenvolvido em duas etapas: (i) mapeamento em regiões de hotspots de atrativos turísticos; (ii) Criação de dois cenários de mudança de cobertura do uso do solo para o ano de 2030. No mapeamento em regiões de hotspots foi possível identificar áreas com maior potencialidade de implementação do turismo sustentável. Os cenários 1 e 2 foram realizados através da simulação do LUCC para 2030, sendo possível por meio da coleta de informações nas oficinas com a comunidade local (a partir de oficinas participativas orientadas pela Rede Terra em 2019), o que auxiliam no enfoque de áreas que podem ser destinadas ao desenvolvimento sustentável para o município de Brumadinho. O método é relevante visto que são poucas as publicações sobre LUCC relacionadas a simulação de cenários futuros na área do turismo. Acredita-se que a abordagem proposta seja capaz de potencializar o desenvolvimento do turismo sustentável, podendo contribuir para gestão e governança territorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Cristina Gomes Corrêa, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduada em Geografia com ênfase em Meio Ambiente pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (Licenciatura e Bacharelado) no ano de 2015. Profissional com carreira desenvolvida ao longo de 06 anos em empresas multinacionais e nacionais de grande porte na área de Geoprocessamento. Domínio em técnicas de pesquisas sobre mapas históricos, planejamento urbano e ambiental. 
Experiência com identificação de oportunidades, mitigação de riscos, análise de indicadores, elaboração de relatórios analíticos para tomada de decisões com ênfase nos setores de Pesquisa, Socioambiental, Socioeconômicas, Geolocalização, Mineração.  Vivência com mapeamento de processos e requisitos de soluções de geoprocessamento, elaboração de estratégias para coleta de dados, tratamento das bases de dados, levantamento de bases cartográficas e dados estatísticos, assim como, geração de produtos cartográficos. 

Úrsula Ruchkys de Azevedo, Universidade Federal de Minas Gerais

Bacharel em Geologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1997), Mestre em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2001) e Doutora em Geologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2007). Atualmente é Professora Associada do Departamento de Cartografia e dos Programas de Pós-graduação em Geografia e em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais do Instituto de Geociências da Universidade Federal de Minas Gerais. É Presidente do Comitê Assessor da área de Ciências Exatas e da Terra da Pró-reitoria de Pesquisa da UFMG de 2017 a 2022 e Membro desse Comitê desde 2011. Atua principalmente nos seguintes temas nas áreas de ensino, pesquisa e extensão: análise e modelagem de sistemas ambientais; geotecnologias em suas diversas aplicações; geoética, geodiversidade; geopatrimônio e geoconservação; patrimônio da história da mineração. É colaboradora da FAPEMIG na coordenação de projetos de pesquisa e extensão. Consultora Ad Hoc da FAPESP na avaliação de projetos de pesquisa desde 2011. Consultora Ad Hoc do CNPq e da CAPES. Coordenadora e pesquisadora em vários projetos de pesquisa e extensão com financiamento. 

Vagner Braga Nunes Coelho, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduado em Engenharia Cartográfica pelo Instituto Militar de Engenharia (1994), Mestre em Engenharia Cartográfica pelo Instituto Militar de Engenharia (2001) e Doutor em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2010) e Pós-Doutor em Ciências dos Computadores pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (2015). Atualmente é professor no Departamento de Cartografia do Instituto de Geociências da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Cartografia, atuando principalmente nos seguintes temas: Banco de Dados Geográficos (BDG), Similaridades Cartográficas, Modelagem de Sistemas Ambientais e Análise de Sistemas Ambientais.

Downloads

Publicado

02-10-2023

Como Citar

CORRÊA, D. C. G.; AZEVEDO, Úrsula R. de; COELHO, V. B. N. MODELAGEM DE CENÁRIOS PARA O MAPEAMENTO DE POTENCIAL DO TURISMO SUSTENTÁVEL EM BRUMADINHO, MINAS GERAIS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 24, n. 95, p. 301–320, 2023. DOI: 10.14393/RCG249567326. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/67326. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos