SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA APLICADO À IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS PARA IMPLANTAÇÃO DE ATERRO SANITÁRIO NA REGIÃO DO PANTANAL BRASILEIRO

Autores

  • Edson Rodrigo dos Santos da Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Víncler Fernandes Ribeiro de Oliveira Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Erivelton Pereira Vick Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Bruno Henrique Machado da Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • César Gustavo da Rocha Lima Universidade Estadual Paulista
  • Vitor Matheus Bacani Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Aguinaldo Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG249263142

Palavras-chave:

Resíduos sólidos, Geoprocessamento, Gestão de resíduos

Resumo

O descarte adequado dos resíduos produzidos pela sociedade constitui uma preocupação constante. No Brasil, muitos municípios descartam o lixo produzido em lixões a céu aberto, ao passo que a construção de aterros sanitários tem apresentado grandes dificuldades.  Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivo elaborar uma análise geográfica, em ambiente SIG, dos parâmetros de ordem legal, ambiental e logística que possam ser implementados por entes públicos para a seleção de áreas mais favoráveis à instalação de um aterro sanitário, tendo como recorte espacial os municípios de Corumbá e Ladário, no Pantanal Sul-Matogrossense. Esse trabalho se desenvolveu por meio de três etapas: a restrição, a qualificação e a análise pormenorizada, a qual apontou as áreas mais aptas para a implantação de um aterro sanitário. Dada as dificuldades impostas pela localização dos municípios, as áreas identificadas como aptas para a implantação de um aterro sanitário representam 403,45 km², isto é, apenas 0,62% da área combinada dos dois municípios (64.792,62 km²). Dessas áreas aptas, a análise pormenorizada revelou que apenas quatro apresentam particularidades potencialmente positivas, como distância de até 25 km do centro gerador, acesso por estradas de boa qualidade, declividades satisfatórias, distância de aglomerados humanos, entre outras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson Rodrigo dos Santos da Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Licenciado em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus do Pantanal e Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Três Lagoas, cursa atualmente o Doutorado em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Três Lagoas. Membro do Laboratório de Sensoriamento Remoto Aplicado (LaSer-CPTL/UFMS), atuando no tripé indissociável das atividades de ensino, pesquisa e extensão, possuindo foco nas áreas envoltas pela Geografia, Geografia Física e o Geoprocessamento, precipuamente àquelas relacionadas à Bacia do Alto Paraguai (BAP), incluindo o Pantanal e os seus planaltos e depressões adjacentes. Durante a graduação, realizou intercâmbio por um semestre letivo na Universidade do Porto (Portugal), priorizando o aprendizado de questões e metodologias atuais e pertinentes.

Víncler Fernandes Ribeiro de Oliveira, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Ciências Biológicas - Licenciatura pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (2013). Doutorando (2019) no programa de pós-graduação em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Campus Três Lagoas. Membro do Laboratório de Sensoriamento Remoto (La-Ser) na mesma instituição. É bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e atua cientificamente na produção dos principais temas: meio ambiente, bacias hidrográficas, uso e cobertura da terra, fragilidade ambiental, geoprocessamento, além de ter experiência operacional com diferentes Sistemas de Informações Geográficas (SIG?s).

Erivelton Pereira Vick, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Licenciado em Geografia pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, FCT-UNESP (2013-2016). Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS (2017-2019). Atualmente é Doutorando em Geografia - Dinâmica Ambiental e Planejamento - na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campus de Três Lagoas. Membro do Laboratório de Sensoriamento Remoto (La-Ser) na mesma instituição. Atuante nas áreas de Geotecnologias, com ênfase na Modelagem de Sistemas Ambientais, Sensoriamento Remoto, Sistemas de Informação Geográfica, Bacia Hidrográfica.

Bruno Henrique Machado da Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduando em Geografia (Licenciatura) pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS/CPTL). Atualmente vinculado ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/UFMS) onde desenvolve uma pesquisa relacionada com Vulnerabilidade Ambiental. Têm conhecimento na área de geoprocessamento com ênfase em Sistemas de Informações Geográficas (SIG), Bacias Hidrográficas e Planejamento Ambiental.

César Gustavo da Rocha Lima, Universidade Estadual Paulista

Graduado em Geografia (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS/CPTL). Possui Mestrado e Doutorado em Agronomia pela Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira (FEIS/UNESP). Realizou Pós-Doutorado em Geografia (UFMS) na Área de Análise Geoambiental (linha de pesquisa: Dinâmica Ambiental e Planejamento). Atualmente é Professor Assistente Doutor na Área de Geotecnia junto ao Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira e atua no Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil (PPGEC - Recursos Hídricos e Tecnologias Ambientais) e no Mestrado Profissional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua/ANA) onde trabalha com aplicação de Geotecnologias em Análise Ambiental. Tem experiência em Ciência do Solo com ênfase em Física do Solo/Mecânica de Solos, Manejo/Conservação do Solo e da Água, Meio Ambiente, Bacias Hidrográficas, Sistemas de Informações Geográficas (SIG) e em Análise Geoestatística.

Vitor Matheus Bacani, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

É Professor Associado da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Três Lagoas. Possui Licenciatura Plena e Bacharelado em Geografia pela UFMS/CPTL (2005), mestrado em Geografia pela UFMS/CPAQ (2007) e doutorado em Geografia Física (2010) pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP). Desenvolveu seu estágio de Pós-Doutorado (2014-215) no Laboratório LETG-Rennes-COSTEL da Université de Rennes 2, França, onde atualmente é pesquisador membro associado. É Docente Permanente dos cursos de Mestrado e Doutorado em Geografia da UFMS, Campus de Três Lagoas e do curso de Mestrado em Geografia do Campus Aquidauana. É docente colaborador do Mestrado em Recursos Naturais da FAENG/UFMS em Campo Grande.Foi coordenador do Programa de Pós-Graduação em Geografia do Campus de Três Lagoas (2016-2019). Tem atuado como Consultor ad hoc para várias revistas científicas. Tem experiência nas áreas de Sensoriamento Remoto, Sistemas de Informação Geográfica, Modelagem de Sistemas Ambientais, Bacias Hidrográficas, Pedologia, Zoneamento Ambiental, Ordenamento Territorial e Pantanal.

Aguinaldo Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduado em Geografia pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2002) Mestre em Geografia (Analise Ambiental e Regional) pela Universidade Estadual de Maringá (2006), Doutor em Geociências e Meio Ambiente pela Universidade Estadual Paulista - Rio Claro (2010). Professor Associado o do curso de Geografia - UFMS/CPAN. Credenciado nos programas de pós-graduação (Mestrado e Doutorado ) em Geografia no Campus de Três Lagoas/UFMS, em Estudos Fronteiriços/UFMS-CPAN e em Recursos Naturais (UFMS/ Campo Grande). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - PQ2. Membro da União Brasileira de Geomorfologia do Brasil (UGB) Desenvolve pesquisa no Pantanal Mato-Grossense atuando principalmente nos seguintes temas: Geografia Física, Geomorfologia Fluvial, Mudanças Ambientais e Sensoriamento Remoto Aplicado.

Downloads

Publicado

04-04-2023

Como Citar

SILVA, E. R. dos S. da; OLIVEIRA, V. F. R. de; VICK, E. P.; SILVA, B. H. M. da; LIMA, C. G. da R.; BACANI, V. M.; SILVA, A. SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA APLICADO À IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS PARA IMPLANTAÇÃO DE ATERRO SANITÁRIO NA REGIÃO DO PANTANAL BRASILEIRO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 24, n. 92, p. 126–146, 2023. DOI: 10.14393/RCG249263142. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/63142. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos