POTENCIAL À EROSÃO LAMINAR NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO DOURADINHO, NO TRIÂNGULO MINEIRO

Autores

  • João Victor Freitas Silva Universidade Federal de Uberlândia
  • Vanderlei de Oliveira Ferreira Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG249263077

Palavras-chave:

Processos erosivos, Uso e ocupação dos solos, Suscetibilidade erosiva

Resumo

O levantamento do potencial à erosão laminar resulta de uma análise detalhada sobre o risco da evolução dos processos erosivos nos terrenos em razão das interferências e modificações realizadas pela ação humana. Para esse levantamento recorre-se, basicamente, ao cruzamento matricial de informações relacionadas aos fatores de suscetibilidade erosiva natural e de uso e ocupação dos solos. O presente texto relata resultados de pesquisa dedicada à determinação do potencial à erosão laminar na bacia hidrográfica do Ribeirão Douradinho, buscando contribuir para identificação das áreas onde o uso dos solos é compatível ou incompatível com a suscetibilidade erosiva, indicando os locais mais sujeitos à intensificação da erosão, incluindo a indicação de ações prioritárias para mudança na forma de ocupação e utilização de práticas de conservação. A integração das informações referentes aos fatores supracitados resultou em três diferentes classes de potencial à erosão laminar, conforme sugerido por Salomão (1999): alto potencial (I), médio potencial (II) e baixo potencial (III). De forma geral, ficou evidenciado que, em razão das interferências e das modificações realizadas pela atuação antrópica, 46,11% da área total da bacia hidrográfica do Ribeirão Douradinho apresentam um uso atual do solo incompatível com o grau de suscetibilidade à erosão laminar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Victor Freitas Silva, Universidade Federal de Uberlândia

É Graduado e Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Vanderlei de Oliveira Ferreira, Universidade Federal de Uberlândia

É Graduado, Mestre e Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente é Professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Downloads

Publicado

04-04-2023

Como Citar

SILVA, J. V. F.; FERREIRA, V. de O. POTENCIAL À EROSÃO LAMINAR NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO DOURADINHO, NO TRIÂNGULO MINEIRO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 24, n. 92, p. 90–107, 2023. DOI: 10.14393/RCG249263077. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/63077. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos