DINÂMICA DA COBERTURA VEGETAL NO SEMIÁRIDO BAIANO: UM ESTUDO DE CASO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DAS RÃS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG249162327

Palavras-chave:

Pressões antrópicas, Análise espacial, Vegetação, Agricultura regional

Resumo

A bacia hidrográfica do rio das Rãs localiza-se no semiárido baiano, no contexto transicional entre os biomas Caatinga e Cerrado. Compreende uma síntese dos aspectos regionais, ambientais e atuações antrópicas do semiárido baiano. Ao longo das últimas décadas a bacia foi submetida a uma série de pressões antrópicas, levando-a a uma perda expressiva de vegetativo natural. Nesse contexto, o objetivo da pesquisa foi analisar a dinâmica espaço-temporal da cobertura vegetal em tipos de vegetação de Cerrado e Caatinga, da bacia hidrográfica e seu entorno, entre as os anos de 1970 e 2019. Para compreender a dinâmica da cobertura vegetal, no espaço e tempo, fez-se o uso das técnicas do sensoriamento remoto e do geoprocessamento. Nesse período, a redução da cobertura vegetal foi de 360.684,97 ha (18% da área do estudo), sendo que os primeiros 14 anos registraram as maiores diminuições. Os maiores remanescentes de vegetação localizam-se em áreas remotas (afloramentos rochosos/relevos residuais). Observou-se redução significativa da vegetação em áreas de Cerrado e Caatinga, ultrapassando a capacidade dessas fitofisionomias em suportarem pressões antrópicas. O que proporcionou a alteração do uso da terra foi, principalmente, os períodos prósperos da agricultura regional (plantio de algodão) e a prática do carvoejamento ilegal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Magno Santos Clemente, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Doutor (PUC/MG), Mestre em Ciências Biológicas e formado em Geografia pela Universidade Estadual de Montes Claros/MG - UNIMONTES. Atualmente é professor no Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG). 

Alecir Antônio Maciel Moreira, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1990), mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999) e doutorado em Geografia - Tratamento da Informação Espacial pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2015). Atualmente é Professor Assistente IV da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e professor permanente do Programa de Pós-graduação em Geografia - Tratamento da Informação Espacial.

Downloads

Publicado

22-02-2023

Como Citar

CLEMENTE, C. M. S.; MOREIRA, A. A. M. DINÂMICA DA COBERTURA VEGETAL NO SEMIÁRIDO BAIANO: UM ESTUDO DE CASO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DAS RÃS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 24, n. 91, p. 37–52, 2023. DOI: 10.14393/RCG249162327. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/62327. Acesso em: 21 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos