LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO DOS MAPEAMENTOS DE SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS PARA A GESTÃO DE RISCOS DE DESASTRES HIDROLÓGICOS

Autores

  • Alessandra Silva Araújo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Marcelo Antonio Nero Universidade Federal de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0003-2124-5018

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG239061318

Palavras-chave:

Desastres Hidrológicos, Desastres Ambientais, Mapeamento de Serviços Ecossistêmicos

Resumo

Os desastres do tipo hidrológico, como alagamentos, inundações e enxurradas, têm se tornado recorrentes devido às alterações climáticas globais e às formas de uso e ocupação do solo que alteram a oferta dos serviços ambientais. Abordagens de base ecossistêmica têm sido consideradas estratégias adaptativas aos desastres e, a partir disso, tem-se investigado o papel dos serviços ecossistêmicos (SE) na gestão de riscos. Este levantamento bibliográfico teve o objetivo de identificar o potencial dos mapeamentos de SE em colaborar com as atividades de redução de riscos de desastres hidrológicos. Verificou-se que, a partir da ênfase na representação espacialmente explícita da oferta e da demanda por SE, esses mapeamentos têm grande potencial em contribuir para a estruturação de um novo paradigma ambiental na gestão de riscos e desastres brasileira, ao consolidar uma nova abordagem conceitual sobre o risco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Silva Araújo, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais, Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil. 

Marcelo Antonio Nero, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor no Programa de Pós-graduação em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais, Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil. 

Downloads

Publicado

08-12-2022

Como Citar

ARAÚJO, A. S.; NERO, M. A. LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO DOS MAPEAMENTOS DE SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS PARA A GESTÃO DE RISCOS DE DESASTRES HIDROLÓGICOS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 23, n. 90, p. 273–286, 2022. DOI: 10.14393/RCG239061318. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/61318. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos