PAISAGEM URBANA E O SENTIDO DA REPRESENTAÇÃO FOTOGRÁFICA: A BUSCA DA MODERNIDADE NA UBERLÂNDIA DA DÉCADA DE 1950-1960

Autores

  • Guilherme Alves Viso Universidade Federal de Uberlândia
  • Adriano Tomitão Canas Universidade Federal de Uberlândia
  • Beatriz Ribeiro Soares Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG238960705

Palavras-chave:

Fotografia, Paisagem urbana, Uberlândia/MG

Resumo

A utilização do instrumento fotográfico é uma ferramenta auxiliar que complementa e dá suporte em uma pesquisa na obtenção de resultados, sendo assim, em sua maioria, um elemento secundário em todo o processo de pesquisa. Contudo, este artigo traz uma inversão na utilização da fotografia, trazendo-a como objeto de análise central para compreendermos a formação da paisagem urbana da cidade de Uberlândia, Minas Gerais, das décadas de 1950 e 1960. O texto, após expor reflexões teóricas sobre a paisagem urbana e fotografia, reflete sobre o material fotográfico coletado e a sua implicação na representação da cidade e sua busca pela modernidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Alves Viso, Universidade Federal de Uberlândia

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design, Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil

Adriano Tomitão Canas, Universidade Federal de Uberlândia

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil

Beatriz Ribeiro Soares, Universidade Federal de Uberlândia

Instituto de Geografia, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil

Downloads

Publicado

10-10-2022

Como Citar

VISO, G. A.; CANAS, A. T.; SOARES, B. R. PAISAGEM URBANA E O SENTIDO DA REPRESENTAÇÃO FOTOGRÁFICA: A BUSCA DA MODERNIDADE NA UBERLÂNDIA DA DÉCADA DE 1950-1960. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 23, n. 89, p. 409–423, 2022. DOI: 10.14393/RCG238960705. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/60705. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos