THE LAGOONS OF ALAGOAS IN THE CAATINGA BIOME: DETECTION, ANALYSIS AND TEMPORAL MAPPING WITHIN THE CONTEXT OF CLIMATE CHANGE

Autores

  • Neison Cabral Ferreira Freire Fundação Joaquim Nabuco https://orcid.org/0000-0003-0153-8964
  • Admilson da Penha Pacheco Departamento de Engenharia Cartográfica e de Agrimensura. Centro de Tecnologia e Geociências. Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Débora de Barros Cavalcanti Fonseca Universidade Federal de Alagoas https://orcid.org/0000-0002-1894-7062
  • Odair Barbosa de Moraes Universidade Federal de Alagoas
  • Vinicius D’Lucas Bezerra Queiroz Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG238758832

Palavras-chave:

Corpos hídricos superficiais, Impactos Climáticos, Caatinga, Alagoas

Resumo

This research aims to map and evaluate dynamics of surface water bodies in Caatinga biome in Alagoas in Northeast Brazil, from 1987 to 2017, using remote sensing data. Hydrography was considered an important element in history, culture, economy and landscape in the State of Alagoas, whose toponymy originates from the numerous lagoons that are distributed throughout the territory. Using temporal satellite images and own methodology to process these images, existence of three groups of polygons that mapped the lagoons and dams of that period were detect. Although the balance had been positive, in 1987 2,003 polygons were detected and in 2017, 3,133, it is highlighted the disappearance of 1,349 ponds/weirs, most of them smaller than 1 hectare. Taking into account the serious impact on the weir system in the sertão, tracks were sought to elucidate its causes. For this, a field validation was defined for seven water bodies selected in five municipalities in the region, showing heterogeneity of reasons for the decreases in the surface water, or even their disappearances, including climate change. As a result, a complex social and environmental picture that requires immediate action from the government and society to mitigate the impacts of climate change was revealed.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Neison Cabral Ferreira Freire, Fundação Joaquim Nabuco

Possui Graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Santa Úrsula (Rio de Janeiro, 1987), Especialização em Geoprocessamento pela Universidade Federal do Paraná (Curitiba, 1998), Mestrado em Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação pela Universidade Federal de Pernambuco (Recife, 2003), Doutorado em Geografia também pela UFPE (Recife, 2009) e Pós-Doutorado em Ciências Humanas e Sociais pela Universidade de Buenos Aires (Argentina, 2012). Capacitação em Sensoriamento Remoto no Centre dEtudes Spaciales de la Biosphere (CESBIO) da Université Paul Sabatier, Toulouse, França (2016).Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento, atuando principalmente nos seguintes temas: inovação em geotecnologias aplicadas à pesquisa social, vulnerabilidade socioambiental, gestão de risco às catástrofes naturais e tecnoindustriais, zoneamento ecológico-econômico e políticas públicas. Foi consultor nas áreas de Desenvolvimento Regional para o Ministério da Integração Nacional e Zoneamento Ecológico-Econômico para o Ministério do Meio Ambiente. Pesquisador Convidado do Programa de Investigación en Recursos Naturales y Ambiente (PIRNA) da Universidad de Buenos Aires. Foi Pesquisador Visitante do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA) entre 2011 e 2013. Professor da Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales ? FLACSO - Sede Argentina - no Programa de Posgrado en Desarrollo Humano. É Pesquisador Titular na Diretoria de Pesquisas Sociais da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), em Recife-PE, Brasil, onde coordena o Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social Mário Lacerda de Melo (CIEG), além de Coordenador-Geral do Centro de Estudos em Dinâmicas Sociais e Territoriais (Cedist). Foi Presidente da Câmara de Pesquisa e Divulgação Científica e Conselheiro do Conselho Técnico e Científico (Contec) da Fundaj (2012-2014).

Admilson da Penha Pacheco, Departamento de Engenharia Cartográfica e de Agrimensura. Centro de Tecnologia e Geociências. Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Físico com Mestrado em Sensoriamento Remoto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e Doutorado em Geofísica pela Universidade de São Paulo - USP/Instituto Astronômico e Geofísico - IAG; Pós-Doutorado no Instituto de Ciências da Terra da Universidade do Minho/Portugal (2019). Professor Titular da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE/Depto. de Engenharia Cartográfica e de Agrimensura). Coordenação e Participação em Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPq, FINEPE, FACEPE, ANEEL, ANA, CHESF, FUNDAJ), atuando nas áreas de Geofísica Aplicada, Meio Ambiente, Sensoriamento Remoto e Processamento de Imagens de Materiais Naturais e Artificiais.

Débora de Barros Cavalcanti Fonseca, Universidade Federal de Alagoas

Possui Graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Alagoas (1986), Mestrado em Arquitetura - Université Catholique de Louvain (1993) e PhD em Planejamento Urbano pela London School of Economics and Political Science (2010). Atualmente é Professora Adjunto 2 da FAU/UFAL, atuando nos cursos de Arquitetura e Urbanismo, de Engenharia Ambiental e Sanitária e do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU/FAU/UFAL). É líder do grupo de pesquisa e extensão Núcleo de Estudos do Estatuto da Cidade (NEST) e membro colaborador do CIAUD e do Gestual da Faculdade de Arquitetura de Lisboa. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Planejamento e Projeto do Espaço Urbano, atuando principalmente nos seguintes temas: pobreza urbana, habitação de interesse social, planejamento e gestão urbano-ambiental participativos, desenvolvimento sócio territorial, pequenos e médios municípios e direito à cidade.

Odair Barbosa de Moraes, Universidade Federal de Alagoas

Professor da Universidade Federal de Alagoas/Campus do Sertão no curso de Engenharia Civil. Professor do Programa de Pos-Graduação em Arquitetura e Urbanismo/Campus Maceio (2011-2019). Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Alagoas (1997), mestrado em Engenharia Ambiental Urbana pela Universidade Federal da Bahia (2002) e doutorado em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo (2008). Tem experiência na área de Planejamento Urbano e Regional, com ênfase em Estudos da Habitação, atuando principalmente nos seguintes temas: habitação popular, urbanização de favelas, desenvolvimento urbano sustentável, tecnologias sociais, métodos de avaliação, Avaliação Pós-Ocupação, modelagem de dados e lógica Fuzzy.

Vinicius D’Lucas Bezerra Queiroz, Universidade Federal de Pernambuco

Graduando em Engenharia Cartográfica e Agrimensura pela Universidade Federal de Pernambuco com experiência nas áreas de Processamento Digital de Imagens, Sensoriamento Remoto Óptico e Radar de Abertura Sintética, além de geoprocessamento e Sistemas de Informações Geográficas. Estagiário do Centro Integrado de Estudos Georreferenciados(CIEG/Fundaj) entre os anos de 2018 e 2020 e, neste mesmo período, bolsista de iniciação científica pelo CNPq/UFPE atuando nas áreas de Geoprocessamento/SIG mobile e Análise de imagens baseadas em Objetos Geográficos (GEOBIA).

Downloads

Publicado

01-06-2022

Como Citar

FREIRE, N. C. F.; PACHECO, A. da P.; FONSECA, D. de B. C.; DE MORAES, O. B.; QUEIROZ, V. D. B. THE LAGOONS OF ALAGOAS IN THE CAATINGA BIOME: DETECTION, ANALYSIS AND TEMPORAL MAPPING WITHIN THE CONTEXT OF CLIMATE CHANGE . Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 23, n. 87, p. 36–52, 2022. DOI: 10.14393/RCG238758832. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/58832. Acesso em: 24 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos