CONTORNOS DA FRONTEIRA CAPITALISTA NO SÉCULO XXI: UM OLHAR SOBRE O CERRADO E A AMAZÔNIA

Autores

  • Adão Francisco de Oliveira Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Porto Nacional, TO, Brasil
  • Rogério Castro Ferreira Governo do Estado do Tocantins, Palmas, TO, Brasil
  • Celene Cunha M. A. Barreira Universidade Federal de Goiás, Instituto de Estudos Socioambientais, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Goiânia, GO, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG0058470

Palavras-chave:

Fronteira capitalista, Políticas de Desenvolvimento Regional, Urbanização, Cerrado e Amazônia

Resumo

O presente trabalho objetiva lançar um olhar sobre as características territoriais atuais da região Centro-Norte-Amazônica brasileira, assente sobre o Cerrado e a Floresta Amazônica, identificando os elementos que delineiam a fronteira capitalista nesse princípio de século XXI. Destaca a forma como as cidades médias têm servido aos preceitos capitalistas no recente processo de urbanização da região e busca relacionar as transformações ocorridas no território do Cerrado a partir da modernização imposta pelo capitalismo, por meio de uma reestruturação urbana pela qual a região Centro-Oeste tem passado desde meados do século XX com o processo de expansão da fronteira econômica sobre a Amazônia. Parte-se do entendimento de que o Estado brasileiro se adequa às exigências do capitalismo mundial por meio da implantação do modelo urbano-industrial. O método de abordagem é o Histórico e a análise desprendida é a Dialética, sendo que este trabalho é resultado parcial de uma pesquisa componente dos projetos “PGPSE/CAPES Desenvolvimento Territorial e Sociobiodiversidade: perspectivas para o mundo do Cerrado” e “PROCAD/CAPES Território, Meio Ambiente e Dinâmicas Rural-Urbano-Regionais na Amazônia Brasileira”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

16-12-2020

Como Citar

Oliveira, A. F. de ., Ferreira, R. C. ., & Barreira, C. C. M. A. . (2020). CONTORNOS DA FRONTEIRA CAPITALISTA NO SÉCULO XXI: UM OLHAR SOBRE O CERRADO E A AMAZÔNIA. Caminhos De Geografia, 76–88. https://doi.org/10.14393/RCG0058470