NATUREZA E NUANCES CARTESIANAS NA BUSCA POR UM CONCEITO DE CERRADO: NOTAS PRELIMINARES

Autores

  • Giuliana Vila Verde Universidade Estadual de Goiás, Instituto de Ciências da Saúde e Biológicas, LPBios, Anápolis-GO, Brasil
  • Sandro de Oliveira Safadi Instituto Federal de Goiás, Laboratório de Ciências Sociais e Humanidades, Anápolis - GO, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG0058468

Palavras-chave:

Natureza, Preceitos cartesianos, Conceito, Cerrado

Resumo

A presente empreita investigativa possui o intuito de verificar a presença de traços dos preceitos cartesianos contidos na obra “O discurso do Método” em meio a busca por caracterizar/interpretar a natureza contida no Cerrado.  Neste sentido, ao escolhermos o Cerrado como expressão desta natureza; fizemos a partir da intenção de deslindar diversos modos de concebê-lo, para buscar as nuances entre as interpretações das ciências humanas e das ciências naturais, mais especificamente a biologia/botânica, a geografia e a antropologia. Evidenciou-se a proximidade com a ideia de savana no primeiro momento, a partir da contribuição dos viajantes europeus, Carl Friedrich Phillip von Martius (1794-1886) e Johan Albert Constantin Löfgren (1854-1918). No segundo momento realiza-se um sobrevoo sobre os conceitos de domínio morfoclimático do geógrafo Aziz Nacib Ab’Saber, passando pela ideia de sistema biogeográfico do antropólogo Altair Sales Barbosa; e chegando à noção de bioma com a perspectiva de Leopoldo Magno Coutinho. Ao final, observa-se que, ainda que se tenham divergências entre as classificações/denominações, permanecem traços evidentes dos preceitos cartesianos na forma de compreensão da natureza expressa no tratamento dado ao Cerrado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

16-12-2020

Como Citar

Verde, G. V. ., & Safadi, S. de O. . (2020). NATUREZA E NUANCES CARTESIANAS NA BUSCA POR UM CONCEITO DE CERRADO: NOTAS PRELIMINARES. Caminhos De Geografia, 62–75. https://doi.org/10.14393/RCG0058468