AS DISPUTAS E A LÓGICA FRAGMENTÁRIA: NOVAS RELAÇÕES ENTRE ESPAÇOS PÚBLICOS E PRIVADOS EM CHAPECÓ - SC

Autores

  • Pablo Martin Bender Laboratório "Grupo de Pesquisa Produção do Espaço e Redefinições Regionais" (GAsPERR), Universidade Estadual Paulista (UNESP)
  • Eda Maria Góes Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências e Tecnologia de Presidente Prudente, Departamento de Geografia Humana e Regional. https://orcid.org/0000-0002-1398-4526

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG238557336

Palavras-chave:

Fragmentação Socioespacial, Jovens, Temporalidades diferenciadas

Resumo

Neste artigo são discutidas as novas relações entre espaços públicos e espaços privados estabelecidas a partir da revisão do Plano Diretor de Chapecó, em 2006, e seus impactos. Se verificaram uma série de ações e leis tendentes a afastar os jovens, principalmente os das periferias, do centro de Chapecó, além de normas e programas da prefeitura que promovem e regulamentam a expansão dos interesses comerciais e empresariais sobre a gestão do espaço público. Mas também se observou os limites desses programas e as novas práticas espaciais dos jovens no centro, evidenciando mudanças nas relações entre público e privado. Se conclui que tendências como a privatização estão presentes, dentre outras que configuram o processo de fragmentação socioespacial, mas há disputa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pablo Martin Bender, Laboratório "Grupo de Pesquisa Produção do Espaço e Redefinições Regionais" (GAsPERR), Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Doutorando do Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina. Ex professor da Universidad Nacional del Litora, Santa Fé, Argentina.

Eda Maria Góes, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências e Tecnologia de Presidente Prudente, Departamento de Geografia Humana e Regional.

Graduada (1986), mestre (1991) e doutora (1998) em História pela Universidade Estadual Paulista, campus de Assis. Atualmente é professora assistente doutora da Universidade Estadual Paulista, campus de Presidente Prudente, atuando nos cursos de graduação em Geografia e Arquitetura e Urbanismo e no Programa de Pós-Graduação em Geografia da FCT - UNESP. Tem experiência nas áreas de História, particularmente em História da Cidade, mas também em Geografia Urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: insegurança urbana; consumo; espaço público; segregação socioespacial, fragmentação socioespacial, práticas espaciais, habitação de interesse social; cidades médias e produção do espaço urbano. É membro do GAsPERR - Grupo de Pesquisa Produção do Espaço e Redefinições Regionais e pesquisadora do Projeto Temático "Fragmentação socioespacial e urbanização brasileira: escalas, vetores, ritmos, formas e conteúdos - FragUrb" (Fapesp: 2018 - 2023)

Downloads

Publicado

04-02-2022

Como Citar

Bender, P. M., & Góes, E. M. . (2022). AS DISPUTAS E A LÓGICA FRAGMENTÁRIA: NOVAS RELAÇÕES ENTRE ESPAÇOS PÚBLICOS E PRIVADOS EM CHAPECÓ - SC. Caminhos De Geografia, 23(85), 54–68. https://doi.org/10.14393/RCG238557336

Edição

Seção

Artigos