FESTIVAL FOLCLÓRICO DE PARINTINS: IDENTIDADES E MULTITERRITORIALIDADES A PARTIR DAS TOADAS DOS BOIS CAPRICHOSO E GARANTIDO

Autores

  • Fernando Rossetto Gallego Campos Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) - Câmpus Chapecó; Professor do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) https://orcid.org/0000-0002-7995-395X

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG228456944

Palavras-chave:

Boi-bumbá, Discurso, Espacialidade, Espaços de representação, Escala

Resumo

O Festival Folclórico de Parintins, marcado pelo confronto simbólico dos bois-bumbás Garantido e Caprichoso, é uma manifestação cultural de grande presença na vida cotidiana parintinense, através de seu espaço de representação. Entretanto, o alcance do evento vai além da escala local, tendo as toadas como uma de suas principais manifestações. O objetivo deste trabalho é analisar como as toadas produzem e reproduzem discursos de cunho indentitário e de que forma eles criam e reforçam a construção de multiterritorialidades. As toadas de 2019 foram analisadas a partir da Análise do Discurso e da espacialidade lefebvriana. Conforme a escala de referência discursiva e temáticas, elas foram divididas nas escalas: local; estadual/amazônica; nacional e global. Na escala local, há discursos de identificação com os bois e com Parintins. Na escala estadual/amazônica, discursos tendem a construir uma identidade amazônica partindo de universos simbólicos caboclo e indígena. Na escala nacional, os bois reforçam sua ancestralidade mestiça e se autoafirmam brasileiros e atores da cultura popular do país. Na escala global, preservação da Amazônia, religiosidade e pautas sociais fazem parte da formação discursiva. Os discursos produzidos nas toadas têm como característica articular diferentes escalas e identidades, construindo multiterritorialidades para além do tempo e espaço do Festival.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15-12-2021

Como Citar

Campos, F. R. G. (2021). FESTIVAL FOLCLÓRICO DE PARINTINS: IDENTIDADES E MULTITERRITORIALIDADES A PARTIR DAS TOADAS DOS BOIS CAPRICHOSO E GARANTIDO. Caminhos De Geografia, 22(84), 169–186. https://doi.org/10.14393/RCG228456944

Edição

Seção

Artigos