MEIO TÉCNICO-CIENTÍFICO-INFORMACIONAL E O MOVIMENTO DA COVID-19 NO SUL DE MINAS

Autores

  • Sérgio Henrique de Oliveira Teixeira Universidade Estadual de Campinas
  • Eduardo de Araújo da Silva Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Jaqueline Modesto Custódio Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Sul de Minas

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG238956734

Palavras-chave:

Covid-19, Infraestruturas de circulação, Meio técnico-científico-informacional, Rede urbana

Resumo

Este trabalho organiza informações da distribuição da COVID-19 nas cidades do sul do estado de Minas Gerais no primeiro semestre de 2020. Tem como objetivo oferecer um registro da circulação da pandemia no período destacado, investigando seu processo de difusão e contenção por meio das infraestruturas territoriais de circulação. Essas infraestruturas estão associadas à ascendência do meio técnico-científico-informacional e foram fundamentais para o espalhamento da pandemia. Elas são também elementos importantes para a mitigação dos efeitos deletérios do vírus e para os planos e projetos de desenvolvimento. Em especial, este artigo busca fornecer um mapeamento e uma organização dos dados que possam auxiliar os tomadores de decisão no combate à difusão de novos Coronavírus ou novas variantes que venham a ser registradas em regiões em que prevaleçam cidades médias e pequenas. Analisa-se as dinâmicas territoriais associadas à difusão espacial do vírus e seus impactos, uma vez que nessas cidades os serviços de saúde são escassos e de baixa complexidade de atendimento. O diagnóstico realizado evidencia que a pandemia se disseminou no sul de Minas Gerais por meio das principais rodovias que ligam o estado mineiro aos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-10-2022

Como Citar

TEIXEIRA, S. H. de O.; DA SILVA, E. de A.; CUSTÓDIO, J. M. MEIO TÉCNICO-CIENTÍFICO-INFORMACIONAL E O MOVIMENTO DA COVID-19 NO SUL DE MINAS . Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 23, n. 89, p. 328–339, 2022. DOI: 10.14393/RCG238956734. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/56734. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos