EXTENDING THE LIMITS OF CAMPOS RUPESTRES IN BRAZIL

Autores

  • Rubens Teixeira de Queiroz Universidade Federal da Paraíba
  • Bartolomeu Israel de Souza Universidade Federal da Paraíba
  • José João Lelis Leal Souza Universidade Federal de Viçosa
  • Joseilsom Ramos de Medeiros Universidade Federal da Paraíba
  • Christianne Farias da Fonseca Universidade Federal da Paraíba
  • Eini Celly Morais Cardoso Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG228255806

Palavras-chave:

Semiarid climate, Dry florests, Borborema province, Edaphology, Umbrisols. Water storage capacity

Resumo

Campos rupestres são ecossistemas típicos de afloramentos rochosos com alta biodiversidade e endemismo, localizados no território brasileiro, com vegetação análoga na África e Austrália. Os campos rupestres cobrem solos profundamente distróficos em terras altas inseridas nas florestas da Amazônia, Mata Atlântica e biomas do Cerrado. Apesar do reconhecimento dos campos rupestres como hotspot da biodiversidade global, pouco se sabe sobre sua ocorrência em florestas secas. Assim, este trabalho teve como objetivo descrever a cobertura vegetal e as propriedades do solo em terras altas associadas a afloramentos rochosos no bioma Caatinga. Uma área intocada no planalto de Borborema foi escolhida como área de estudo. A frequência de espécies e formas de vida indica alta densidade vegetal e predominância de hábitos herbáceos. Embora a alta similaridade de espécies com o bioma Caatinga, a presença de Albizia, Dalbergia, Poecilanthe e Platymiscium indica uma composição florística verdadeiramente distinta. Os solos são mais rasos, menos férteis e com menor capacidade de armazenamento de água do que os solos predominantes na Caatinga. A ocorrência dos campos rupestres é atribuída a um suprimento adicional de água do nevoeiro em consonância com solos orgânicos. Portanto, áreas com características semelhantes devem ser priorizadas para preservação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José João Lelis Leal Souza, Universidade Federal de Viçosa

Professor Visitante do Departamento de Solos - UFV Linhas de pesquisa: Pedometria, Geoquímica, Geoestatística, Geomorfologia

Downloads

Publicado

02-08-2021

Como Citar

de Queiroz, R. T. ., de Souza, B. I. ., Souza, J. J. L. L., de Medeiros, J. R., da Fonseca, C. F., & Cardoso, E. C. M. (2021). EXTENDING THE LIMITS OF CAMPOS RUPESTRES IN BRAZIL. Caminhos De Geografia, 22(82), 115–137. https://doi.org/10.14393/RCG228255806

Edição

Seção

Artigos