QUALIDADE AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE IMPERATRIZ-MA: UMA ANÁLISE MULTICRITÉRIO DE INDICADORES INTRA-URBANOS

Autores

  • Rodrigo Lima Santos Universidade Federal de Goiás
  • Fabrizia Gioppo Nunes Universidade Federal de Goiás
  • Alex Mota dos Santos Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG217850883

Palavras-chave:

Mapeamento, Gestão Urbana, Bem-estar Social

Resumo

Este estudo tem por objetivo avaliar a qualidade ambiental da cidade de Imperatriz-MA, utilizando-se de abordagens integrativas de dados do meio físico-estrutural e censitários. Para a confecção da carta de qualidade ambiental, consideraram-se os indicadores relacionados à carência da oferta de serviços públicos essenciais como os de saneamento básico; densidade demográfica; grau de urbanização e verticalização das edificações; dificuldade da mobilidade urbana; escassez ou ausência de vegetação arbórea e arbustiva e de espaços públicos de lazer; além de fatores geomorfológicos como áreas de riscos a inundações e alagamentos. A metodologia incluiu levantamento bibliográfico, utilização de dados censitários, bem como de dados primários oriundos do processamento digital de imagens de sensoriamento remoto. A carta síntese de qualidade ambiental urbana foi realizada por meio da Análise Multicritério, via combinação por somatória das variáveis que representam indicadores negativos, ou seja, daqueles desfavoráveis à qualidade ambiental. O município de Imperatriz apresentou valores que a posicionam em uma faixa de qualidade ambiental intermediária, englobando o equivalente a 78,37% de seu perímetro urbano mapeado. Neste cenário, conclui-se que, quanto mais próximo do núcleo urbano, a qualidade ambiental é mais precária, devido à maior somatória de variáreis negativas encontradas nestas regiões de bairros mais antigos da cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

04-12-2020

Como Citar

SANTOS, R. L.; NUNES, F. G. .; DOS SANTOS, A. M. . QUALIDADE AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE IMPERATRIZ-MA: UMA ANÁLISE MULTICRITÉRIO DE INDICADORES INTRA-URBANOS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 21, n. 78, p. 01–20, 2020. DOI: 10.14393/RCG217850883. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/50883. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos