ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS VAREJISTAS NO AGLOMERADO URBANO DE LONDRINA: UM ESTUDO DE CASO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG217550435

Palavras-chave:

Varejo, Centralidades, Londrina, Ambiente construído

Resumo

Considerando a relevância do segmento terciário, com destaque para o comércio e o consumo, em Londrina e seus municípios de entorno, este estudo visa discurtir os principais aspectos teóricos da relação entre as cidades e as atividades comerciais, para depois apreender a espacialização dos estabelecimentos comerciais varejistas no aglomerado urbano de Londrina. Nesse processo, serão utilizados dados da Relação Anual de Informações Sociais, de documentos institucionais do município e da Região Metropolitana de Londrina como todo, e realizados trabalhos de campo para aferir in loco os estabelecimentos comerciais identificados. Entende-se que estes estabelecimentos estão amplamente disseminados pelo aglomerado, em grandes e pequenas concentrações. Enquanto as primeiras são de centros tradicionais já reconhecidos, as segundas se referem aos estabelecimentos de pequeno porte que proporcionam as trocas comerciais fundamentais para a reprodução social dos habitantes urbanos – especialmente em localizações periféricas e condições infraestruturais precárias. Portanto, a presença espacial do consumo e trocas comerciais no meio urbano londrinense são elementos essenciais de estudo para a Geografia Urbana e Econômica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-05-2020

Como Citar

COCATO, G. P. ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS VAREJISTAS NO AGLOMERADO URBANO DE LONDRINA: UM ESTUDO DE CASO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 21, n. 75, p. 34–51, 2020. DOI: 10.14393/RCG217550435. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/50435. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos