SIMULAÇÃO NUMÉRICA DO DESASTRE DE ORIGEM NATURAL OCORRIDO EM JANEIRO DE 2011 NO MUNICÍPIO DE NOVA FRIBURGO, RJ, UTILIZANDO O MODELO BRAMS

Autores

  • Marina Aires Universidade Federal Fluminense
  • Camila Lorrana Freitas Martins Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Gabriela Silva Araujo Cury Universidade Federal Fluminense
  • Pedro José Farias Fernandes Universidade Federal Fluminense
  • Jorge Luiz Fernandes de Oliveira Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG217449994

Palavras-chave:

Região Serrana do Rio de Janeiro, Modelo BRAMS, Desastre de Origem Natural

Resumo

O conceito de desastre de origem natural é definido como o produto de um evento de ordem natural inerente à dinâmica da Terra associadas à vulnerabilidade de uma região. Esta vulnerabilidade pode estar associada a fatores naturais, antrópicos ou a uma combinação destes. O ano de 2011 foi marcado pela ocorrência de um desastre de origem natural ocorrido na Região Serrana do Rio de Janeiro (RSRJ) resultando em cerca de 900 mortos e 300 mil pessoas atingidas. Na cidade de Nova Friburgo foram 420 vítimas fatais e cerca de 180 mil pessoas atingidas direta e indiretamente pelo desastre natural O presente artigo analisa o ambiente sinótico e de mesoescala que culminou no desastre natural na cidade de Nova Friburgo. Utilizou-se o modelo atmosférico Brazilian Regional Atmospheric Modelling System (BRAMS) para simular o comportamento da atmosfera no período de 11 a 14 de janeiro de 2011. Verificou-se a partir das imagens do satélite GOES-12, canal Temperatura Realçada, e das simulações do BRAMS, que as chuvas intensas que provocaram os desastres na RSRJ foram geradas pelo deslocamento de uma frente fria que se acoplou a Zona de Convergência de Umidade, organizando a Zona de Convergência do Atlântico Sul.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marina Aires, Universidade Federal Fluminense

Bacharel em Geografia - UFF

Mestre em Meteorologia - UFRJ Aluna do Programa de Pós Graduação em Geografia (Doutorado) - UFF Tutora Presencial do CEDERJ Membro do Núcleo de Estudos Território/Ambiente e Saúde Urbanas (NETASU - UFF)

Camila Lorrana Freitas Martins, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Instituto de Geociências, Pós-Graduação em Geografia, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Gabriela Silva Araujo Cury, Universidade Federal Fluminense

Instituto de Geociências, Geógrafia, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Pedro José Farias Fernandes, Universidade Federal Fluminense

Instituto de Geociências, Doutor em Geografia, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Jorge Luiz Fernandes de Oliveira, Universidade Federal Fluminense

Instituto de Geociências, Professor Titular, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Downloads

Publicado

02-05-2020

Como Citar

Aires, M., Freitas Martins, C. L. ., Silva Araujo Cury, G. ., Farias Fernandes, P. J., & Fernandes de Oliveira, J. L. (2020). SIMULAÇÃO NUMÉRICA DO DESASTRE DE ORIGEM NATURAL OCORRIDO EM JANEIRO DE 2011 NO MUNICÍPIO DE NOVA FRIBURGO, RJ, UTILIZANDO O MODELO BRAMS. Caminhos De Geografia, 21(74), 259–275. https://doi.org/10.14393/RCG217449994

Edição

Seção

Artigos