AVALIAÇÃO VISUAL RÁPIDA DE RIOS URBANOS: O CASO DO BAIXO CURSO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO REIS MAGOS E DO RIO JACARAÍPE, ESPÍRITO SANTO

Autores

  • Fabricio Holanda do Nascimento Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Amanda Fernandes UFES
  • Silênia de Azevedo Silveira Rangel Mestre em Linguística Pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Fernanda Santos UFES

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG217349673

Palavras-chave:

Sistemas fluviais, Recursos hídricos, Planejamento urbano, Planejamento ambiental, Gestão ambiental

Resumo

Este trabalho objetiva fazer uma avaliação socioambiental por meio do método dos Protocolos de Avaliação Rápida (PAR), no baixo curso da bacia hidrográfica do Rio Reis Magos e na foz do Rio Jacaraípe. Para tanto, foram desenvolvidas leituras bibliográficas acerca das principais teorias aqui abordadas, a exemplo dos sistemas fluviais. Além disso, foi confeccionado um PAR para a avaliação visual dos corpos d’água supracitados com quatorze questões a serem avaliadas e analisadas, das quais envolvem características naturais e sociais em torno desses rios. Os resultados foram satisfatórios, pois permitiram inferir uma série de considerações sobre os rios avaliados e, assim, produzir material científico que possa colaborar com os órgãos gestores e a sociedade nos planejamentos urbano e ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabricio Holanda do Nascimento, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Licenciado e Bacharel em Geografia pela UFES e mestre em Geografia Física pela UFES

Amanda Fernandes, UFES

Graduanda em Geografia pela UFES

Fernanda Santos, UFES

Geógrafa e mestranda em Geografia pela UFES

Downloads

Publicado

15-03-2020

Como Citar

do Nascimento, F. H., Fernandes Silva, A., Rangel, S. de A. S. ., & Barboza dos Santos, F. (2020). AVALIAÇÃO VISUAL RÁPIDA DE RIOS URBANOS: O CASO DO BAIXO CURSO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO REIS MAGOS E DO RIO JACARAÍPE, ESPÍRITO SANTO. Caminhos De Geografia, 21(73), 492–505. https://doi.org/10.14393/RCG217349673

Edição

Seção

Artigos