OS SABERES DISCIPLINARES NA PRÁTICA PROFISSIONAL DOS PROFESSORES DE GEOGRAFIA

Autores

  • Josilda da Conceição Novacoski da Silva UNICENTRO
  • Marquiana de Freitas Vilas Boas Gomes

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG217349264

Palavras-chave:

Saberes disciplinares, Didática em geografia, Aprendizagem significativa, Prática profissional docente

Resumo

O ensino de Geografia deve proporcionar uma aprendizagem significativa ao aluno; portanto, exige do professor saber epistemológico na área: conceitos, linguagens e procedimentos somados à dimensão didática da Geografia. Posto isso, o presente artigo objetiva: analisar os diferentes aspectos inerentes ao desenvolvimento profissional docente em Geografia; a inserção desse docente no contexto de trabalho; e os diferentes saberes produzidos e mobilizados durante a prática profissional. O tempo-espaço recorte de análise são os primeiros anos de atuação profissional. Pela abordagem qualitativa, a pesquisa foi realizada com 13 professores da educação básica da cidade de Guarapuava-PR. A seleção dos participantes foi baseada nas fases da carreira, aquelas sugeridas por Huberman (1995). Foram instrumentos de coleta de dados: questionário, narrativa das histórias de vida e observações de campo. Assim constatou-se haver esforço da maioria dos professores em ensinar bem a Geografia; porém foi constatada a existência de obstáculos na formação do professor com relação ao domínio do conteúdo. Sobretudo, nas conexões multiescalares dos temas abordados em sala; na relação entre cotidiano e conhecimento científico e nas diferentes linguagens para o ensino da Geografia. Isto sobrecai, especialmente nos recém-licenciados. Então é sugerido um processo de apoio profissional aos docentes em início de carreira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

09-03-2020

Como Citar

NOVACOSKI DA SILVA, J. da C.; DE FREITAS VILAS BOAS GOMES, M. OS SABERES DISCIPLINARES NA PRÁTICA PROFISSIONAL DOS PROFESSORES DE GEOGRAFIA. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 21, n. 73, p. 284–295, 2020. DOI: 10.14393/RCG217349264. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/49264. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos