DIMENSÃO TERRITORIAL E INOVAÇÃO: UMA APROXIMAÇÃO ENTRE ECONOMIA E GEOGRAFIA

Autores

  • Mateus Boldrine Abrita UEMS
  • Rafaella Stradiotto Vignandi
  • Marcos Paulo da Silva Falleiro UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG217349081

Palavras-chave:

Geografia, Inovação, Desenvolvimento, Economia, Região

Resumo

O objetivo principal deste artigo foi construir um debate das principais teorias que cercam a geografia, a inovação e o desenvolvimento econômico sob uma perspectiva regional. O ponto central da discussão será como a proximidade geográfica é a chave para a produção efetiva e transmissão partilhada do conhecimento tácito, e como ela reforça a importância dos aglomerados inovadores, dos distritos e das regiões. Para tanto, os esforços foram no sentido de discutir as relações entre inovação, capitalismo e desenvolvimento econômico. Posteriormente, abordou-se as questões de inovações e estrutura produtiva. E, na sequência, proporcionou-se uma discussão a respeito das firmas, do aprendizado e da relevância da dimensão territorial. Um ponto essencial que surgiu no debate é justamente a inserção da dimensão territorial na análise. Essa inserção ocorre, dentre outros motivos, pela existência e importância do conhecimento tácito no processo inovador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus Boldrine Abrita, UEMS

Possui graduação UFMS (2010), mestrado UEM (2012) e Doutorado UFRGS (2018) em Economia. Atualmente é professor efetivo da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Tem experiência nos seguintes temas: economia monetária, industrial, brasileira, agronegócio, desenvolvimento regional e econômico, mercado de capitais, inovação e geografia econômica. Possui Livros e capítulos publicados, artigos em periódicos científicos no Brasil e exterior. Também, trabalhos apresentados em eventos científicos no Brasil, países da América do Sul, Europa e Estados Unidos. Assessor de relações interinstitucionais na UEMS e atual coordenador do Centro de Estudos de Fronteira General Padilha - CMO/UEMS/UFMS. Articulista esporádico nos jornais Lê Monde Diplomatique, O Estado MS e Correio do Estado. Comentários nas rádios Jovem Pan CG e Educativa FM. Membro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Membro do Comitê Coordenador da Rede internacional HERMES - Pesquisadores Internacionais de Fronteiras, Integração e Conflitos.

Rafaella Stradiotto Vignandi

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Maringá (2010) e Mestrado em Teoria Econômica pela mesma Universidade (PCE/UEM) (2013). Doutorado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (CEDEPLAR). Atualmente é professora colaboradora Adjunta A do Departamento de Economia (DCO) na Universidade Estadual de Maringá (UEM), Dedicação Exclusiva. Tem experiência na área de Teoria Econômica e Economia Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: Economia Regional, Industrial, Métodos de Análise Regional (Economia Regional), Estudos sobre Índices, Análise Multivariada e Econometria Espacial. Membro da Associação Brasileira de Estudos Regionais (ABER) e da Regional Science Association International (RSAI).

Marcos Paulo da Silva Falleiro, UFRGS

Graduado em Economia pela UNISINOS. Mestre em Economia do Desenvolvimento pela PUCRS. Principais áreas de pesquisa: Economia Comportamental; Experimentos Econômicos; Desenvolvimento Econômico (Sistemas Locais de Inovação e Política Industrial). Doutorando em Economia do Desenvolvimento na UFRGS.

Downloads

Publicado

09-03-2020

Como Citar

Abrita, M. B., Stradiotto Vignandi, R. ., & da Silva Falleiro, M. P. . (2020). DIMENSÃO TERRITORIAL E INOVAÇÃO: UMA APROXIMAÇÃO ENTRE ECONOMIA E GEOGRAFIA. Caminhos De Geografia, 21(73), 243–252. https://doi.org/10.14393/RCG217349081

Edição

Seção

Artigos