ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DO PROCESSO DE TRATAMENTO DE CORANTES PELO MÉTODO DE OXIDAÇÃO ANÓDICA

Autores

  • Marco Aurélio Mendes dos Reis
  • Eleonora Henriques Amorim de Jesus Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG207042971

Palavras-chave:

Degradação de corantes, DDB, Oxidação eletroquímica

Resumo

O tratamento de água contaminada com compostos orgânicos é realizado por meio da coagulação química e tratamento biológico seguido de adsorção em carbono ativado, sendo métodos ineficientes para os microcontaminantes encontrados em águas de abastecimento e efluentes. A este respeito, nos últimos anos, têm sido importante intervir em diferentes níveis no tratamento, tais como rearranjo do processo, atualização de tecnologia e desenvolvimento de novas tecnologias para processos mais eficazes, tais como processos de oxidação eletroquímica. Neste trabalho, foi feito o estudo da degradação dos corantes sintéticos Ácido Vermelho 8, Ácido Azul 113 e Ácido Amarelo 17. O estudo foi realizado utilizando um volume de 200 ml de solução a 100 ppm de corante, utilizando o anodo DDB (Diamante Dopado de Boro) e cátodo aço inox, ambos com 10 cm2 de área. O tratamento eletroquímico proposto apresentou-se promissor na remoção dos corantes sintéticos utilizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05-08-2019

Como Citar

MENDES DOS REIS, M. A.; HENRIQUES AMORIM DE JESUS, E. ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DO PROCESSO DE TRATAMENTO DE CORANTES PELO MÉTODO DE OXIDAÇÃO ANÓDICA. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 20, n. 70, p. 292–310, 2019. DOI: 10.14393/RCG207042971. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/42971. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos