INFLUÊNCIA DO EL NIÑO-OSCILAÇÃO SUL NA PRECIPITAÇÃO EM MARINGÁ-PR, NO PERÍODO DE 1980 A 2016

Autores

  • Cíntia Minaki Universidade Estadual de Maringá (UEM)
  • Otávio Cristiano Montanher Universidade Estadual de Maringá (UEM)

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG206941220

Palavras-chave:

Anomalia de chuva, Índice Oscilação Sul (IOS), Temperatura da Superfície do Mar (TSM), Correlação

Resumo

O El Niño-Oscilação Sul influencia o clima de diferentes regiões do mundo, das quais o Sul do Brasil é um exemplo. Assim, buscou-se compreender a influência do ENOS nas anomalias pluviométricas do município de Maringá-PR, localizado na Mesorregião Norte Central Paranaense. Com a série de dados mensais de precipitação, de 1980 a 2016, da Estação Climatológica Principal de Maringá (ECPM), calculou-se as anomalias locais de chuva. Utilizou-se também os dados do Índice Oscilação Sul (IOS) e da Temperatura da Superfície do Mar (TSM), divulgados pela National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA). Para compreender se as anomalias de chuva podem ser explicadas pelo ENOS, com base no IOS, aplicou-se as correlações de Pearson (r) e de Kendall (τ). Aplicou-se também testes de mediana entre as anomalias de precipitação de três grupos: meses com influência do El Niño, La Niña e em condições neutras. Os resultados indicaram meses do outono e da primavera como os de maior correlação entre as variáveis, e a defasagem temporal variou de zero a cinco meses entre os coeficientes utilizados. Os testes estatísticos demonstraram a anomalia positiva de chuva em meses de El Niño, não sendo possível concluir o inverso, na mesma intensidade, para o La Niña. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

03-07-2019

Como Citar

MINAKI, C.; MONTANHER, O. C. INFLUÊNCIA DO EL NIÑO-OSCILAÇÃO SUL NA PRECIPITAÇÃO EM MARINGÁ-PR, NO PERÍODO DE 1980 A 2016. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 20, n. 69, p. 266–281, 2019. DOI: 10.14393/RCG206941220. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/41220. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos