PROGNÓSTICO POR MODELAGEM DA EFICÁCIA DE BANHADO DE CHUVA NO ATENDIMENTO DO ENQUADRAMENTO DE UM RIO URBANO

Autores

  • Iporã Brito Possantti Porto Alegre, RS, Brasil
  • Fernando Dornelles Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Pesquisas Hidráulicas, Porto Alegre, RS, Brasil

Palavras-chave:

Hidrologia urbana, Banhado de chuva, Eficácia, Modelagem, Qualidade da água.

Resumo

Este estudo aborda o uso hipotético de um banhado de chuva (stormwater wetland) como técnica compensatória dos impactos da urbanização nas águas superficiais em uma sub-bacia de 43 hectares localizada na bacia hidrográfica do Arroio do Salso, Porto Alegre/RS. Essa região integra a região de nascentes da bacia do Lago Guaíba, sendo alvo de enquadramento de Classe 2 da Resolução CONAMA nº 357/2005 de acordo com seu planejamento. A eficácia do banhado de chuva em melhorar a qualidade da água e regular as vazões de escoamento superficial foi estimada em cenários "natural", "atual" e "futuro" lançando-se mão de modelagem hidrológica com série sintética de chuva por meio dos aplicativos SWMM e CLIMABR. A análise das curvas de permanência para cada parâmetro de qualidade permitiu concluir que houve melhoria significativa na qualidade da água, com o sistema apresentando eficiência de remoção de 80 a 90% em 50% do tempo. Entretanto, o atendimento ao padrão da Classe 2 só foi viável no cenário futuro, em 30 a 35% do tempo, graças à integração da rede cloacal definidas para o cenário. Assim, se demostra que banhados de chuva podem ser uma alternativa auxiliar no leque de ações para recuperação de corpos d'água. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-12-2017

Como Citar

BRITO POSSANTTI, I.; DORNELLES, F. PROGNÓSTICO POR MODELAGEM DA EFICÁCIA DE BANHADO DE CHUVA NO ATENDIMENTO DO ENQUADRAMENTO DE UM RIO URBANO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 18, n. 64, p. 129–146, 2017. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/40920. Acesso em: 1 mar. 2024.