MAPEAMENTO E CLASSIFICAÇÃO DO NÍVEL DE DEGRADAÇÃO DAS NASCENTES DA MICROBACIA DO RIBEIRÃO DOS PASSOS (MBRP) COMO SUBSÍDIO AO PLANEJAMENTO AMBIENTAL

Autores

  • Flávia Ferraz Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de Lorena
  • Giulia Moreira Tulha do Lago Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de Lorena
  • Danúbia Caporusso Bargos Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de Lorena

Palavras-chave:

Nascentes, Planejamento e Gestão Ambiental, Área de preservação permanente

Resumo

O principal objetivo deste trabalho consistiu na realização do mapeamento e classificação do nível de degradação das nascentes da MBRP (Lorena-SP). A metodologia empregada teve como base a utilização de geotecnologias para mapeamento das formas de uso da terra das áreas de preservação permanente (APP's) e classificação do nível de degradação das nascentes da MBRP. Os resultados indicam que aproximadamente 61% do total das nascentes da MBRP apresentam-se em situação de degradação e apenas 8,4% em estado de preservação. Com base nos dados obtidos, busca-se oferecer subsídios para um planejamento e gestão ambiental adequados para a área de estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-12-2017

Como Citar

FERRAZ, F.; MOREIRA TULHA DO LAGO, G.; CAPORUSSO BARGOS, D. MAPEAMENTO E CLASSIFICAÇÃO DO NÍVEL DE DEGRADAÇÃO DAS NASCENTES DA MICROBACIA DO RIBEIRÃO DOS PASSOS (MBRP) COMO SUBSÍDIO AO PLANEJAMENTO AMBIENTAL. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 18, n. 64, p. 78–90, 2017. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/40913. Acesso em: 21 fev. 2024.