REVISITANDO O CONCEITO DE PAISAGEM PARA PENSAR A PRÁTICA DE ENSINO-APRENDIZAGEM DE GEOGRAFIA NA CONTEMPORANEIDADE

Autores

  • Ana Isabel Leite Oliveira Universidade do Estado da Bahia - UNEB
  • Jocimara Souza Britto Lobão Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Angelo Moura Araújo Universidade do Minho - UMinho

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG196819

Resumo

Nas últimas décadas novas orientações teórico-metodológicas têm conduzido um reexame das relações entre sociedade, natureza, tecnologia, ciência e ensino. Para a Geografia, especificamente, Paisagem é um conceito que se originou no campo das artes, ganhou relevância científica com escolas europeias, sofreu descaso decorrente da crítica racionalista da ciência moderna e atualmente ressurge pela necessidade crítica de avaliar as rápidas modificações no nosso ambiente. Diante deste contexto, o nosso objetivo é discutir a ressignificação do conceito Paisagem e o seu potencial teórico-metodológico para o ensino-aprendizagem de Geografia, vinculando-os ao crescente desenvolvimento das Geotecnologias. Para tanto, realizou-se revisão de literatura e se constatou que o papel do ensino de Geografia, assim como do conceito Paisagem, está sendo revisto e, as tecnologias geográficas podem possibilitar a ampliação teórico-metodológica dos estudos espaciais. A nível de reflexão e metodologia de análise, propõem-se pensar as potencialidades do conceito Paisagem, construído historicamente, para o ensino-aprendizagem de Geografia, apresentar possibilidades de análises perceptivas, objetivas, integradas e automatizadas do espaço geográfico em uma perspectiva multiescalar dos fenômenos, com vistas à  formação social e integral do indivíduo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Isabel Leite Oliveira, Universidade do Estado da Bahia - UNEB

Professora Assistente, em Regime de Dedicação Exclusiva, da Universidade do Estado da Bahia, doutoranda pelo Programa de Doutoramento em Historia, Xeografía e Historia da Arte da Universidade de Santiago de Compostela, mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Modelagem em Ciências da Terra e do Ambiente, especialista em Metodologia do Ensino da Geografia, graduada em Geografia (licenciatura e bacharelado). Tem experiência como Analista de Geoprocessamento e atua no Ensino de Geografia, principalmente nas áreas da Cartografia/Geoprocessamento (Sistema de Informações Geográficas e Processamento Digital de Imagens), com enfoque para o ensino de Geografia e Análise Ambiental.

Jocimara Souza Britto Lobão, Universidade Estadual de Feira de Santana

Graduada em Geografia pela Universidade Estadual de Feira de Santana (2003), mestra em Geografia pela Universidade Federal da Bahia (2006) e doutora em Geografia na Universidade Federal de Sergipe (2010). Atualmente é professora titular da UEFS. Implantou e coordenou o Programa de Pós-graduação em Planejamento Territorial.

Angelo Moura Araújo, Universidade do Minho - UMinho

Doutor em Ciências: especialidade em geologia pelo Departamento em Ciências da Terra pela Universidade do Minho - Portugal (2016), reconhecido pela UFRN como Doutor em Geodinâmica e Geofísica, processo nº 23077.003218/2018-65; Mestre em Geologia ambiental e aplicada pela Universidade de Salamanca-Espanha (2012);Mestre em Ciências Ambientais pelo Programa de Modelagem da Área de Geociências da Universidade Estadual de Feira de Santana - Brasil (2010); Especialista em Modelagem em Ciências da Terra e do Ambiente - UEFS - Brasil (2008); Licenciado e bacharel em Geografia - UEFS - Brasil (2007). Professor da rede estadual de ensino do Estado da Bahia (situação:afastado). Tem experiência na área de ensino, pesquisa e extensão com ênfase em Geografia e Meio Ambiente, atuando principalmente nos seguintes temas: geoprocessamento, modelagem, uso e cobertura da terra, análise ambiental, territorial e recursos turísticos, recursos hídricos e geodiversidade.

Downloads

Publicado

19-12-2018

Como Citar

Oliveira, A. I. L., Lobão, J. S. B., & Araújo, A. M. (2018). REVISITANDO O CONCEITO DE PAISAGEM PARA PENSAR A PRÁTICA DE ENSINO-APRENDIZAGEM DE GEOGRAFIA NA CONTEMPORANEIDADE. Caminhos De Geografia, 19(68), 286–295. https://doi.org/10.14393/RCG196819

Edição

Seção

Artigos