O ENTENDIMENTO DA FRAGILIDADE AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE GUAÍRA - PARANÁ

Autores

  • Karoline Bueno Secretaria de Estado da Educação do Paraná -Núcleo de Educação de Foz do Iguaçu -Foz do Iguaçu/PR, Foz do Iguaçu/PR.
  • José Edézio da Cunha UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, campus de Marechal Cândido Rondon.
  • Leandro Neri Bortoluzzi Secretaria de Estado da Educação do Paraná -Núcleo de Educação de Foz do Iguaçu -Foz do Iguaçu/PR, Foz do Iguaçu/PR.

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG196806

Resumo

O presente artigo buscou entender a dinâmica da paisagem do município de Guaíra (PR) e do reconhecimento de suas fragilidades ambientais. Isso se faz relevante a partir da realidade do quadro natural do município que se estende por uma área de contato e transição entre rochas basálticas e areníticas. Para a elaboração desta pesquisa foi adotada uma proposta metodológica que consiste na utilização do conceito de Unidades Ecodinâmicas de Instabilidade Potencial e de Instabilidade Emergente. Para buscar o entendimento das fragilidades foi necessário o mapeamento de características do município de Guaíra, levando em conta os atributos naturais e o uso da terra. O cruzamento das cartas temáticas com as informações básicas resultaram em duas cartas síntese que representam as delimitações das áreas de fragilidade potencial e emergente do município. Dentre as conclusões, destaca-se a confirmação da fragilidade potencial inerente às áreas de rochas sedimentares, juntamente com os solos oriundos dessas, configurando-se em maior grau de fragilidade. Sobre às fragilidades emergentes, constatou-se que evidenciam incoerências no uso da terra que determinam, em porções de ambas as litologias, caráter de maior instabilidade, tendo como determinantes na fragilidade conferida outras variáveis, como solo e relevo, combinados com as práticas agrícolas de monocultivo temporário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

19-12-2018

Como Citar

BUENO, K.; DA CUNHA, J. E.; BORTOLUZZI, L. N. O ENTENDIMENTO DA FRAGILIDADE AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE GUAÍRA - PARANÁ. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 19, n. 68, p. 81–100, 2018. DOI: 10.14393/RCG196806. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/40308. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos