PARÂMETROS PARA CARACTERIZAÇÃO DA ÁGUA CÁRSTICA NO BRASIL E EM MINAS GERAIS: ESTADO DA ARTE E PERSPECTIVAS FUTURAS

Autores

  • José Henrique Izidoro Apezteguia Martinez Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Themístocles Raphael Gomes Sobrinho Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG196805

Resumo

Com um sistema hídrico particular, o carste vem sendo estudado cientificamente com mais intensidade desde pelo menos final do século XIX. O desafio de discutir a evolução epistemológica dos parâmetros usados na caracterização das águas cársticas foi o motivador que culminou na realização desta pesquisa. A inexistência de publicações a acerca da totalidade dos estudos realizados no mundo, associado à necessidade de compreender o(s) caminho(s) que as pesquisas realizadas no Brasil e no Estado de Minas Gerais estão sendo direcionadas são a problemática central deste trabalho. Como esboço metodológico na tentativa de alcançar o mérito científico, buscou-se a pesquisa bibliográfica para a conclusão deste estudo. Para a execução do levantamento bibliográfico foi realizada  uma pesquisa, que chegou ao número de 63 artigos consultados para a caracterização de estudos sobre águas cársticas nos seguintes países: Itália, Eslovênia, França, EUA e China. Os parâmetros nacionais foram extraídos do portal de Periódicos da CAPES, da Revista Brasileira de Recursos Hídricos e do Google Acadêmico. No Brasil os parâmetros mais utilizados foram pH, temperatura, concentração de cálcio (Ca), concentração de magnésio (Mg) e Dureza. Em Minas Gerais, prevaleceram para a caracterização das águas cársticas a condutividade, pH, temperatura, concentração de nitrogenados (NO) e dureza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Henrique Izidoro Apezteguia Martinez, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Doutorando em Geografia  no Programa de Pós-graduação em Geografia - Tratamento da Informação Espacial pela PUC Minas. Atuou como geógrafo - Carste Consultores Associados, possui graduação em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2011). Tem experiência na área de geociências, com ênfase em espeleologia e geoprocessamento, atuando principalmente nos seguintes temas: espeleologia, bacias hidrográficas e qualidade de água

Themístocles Raphael Gomes Sobrinho, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá

Possui graduação em Geografia e Análise Ambiental pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (2004), mestrado em Ciências Ambientais pela Universidade do Estado de Minas Gerais (2008) e está doutorando em Geografia - Tratamento da Informação Espacial pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Atualmente é professor de Geografia (Classe D3, Nível 4) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Física, atuando principalmente nos seguintes temas: Ciências Ambientais, Climatologia Geográfica, Geodinâmica Ambiental, Fisiologia da Paisagem e Geossistemas.

Downloads

Publicado

19-12-2018

Como Citar

IZIDORO APEZTEGUIA MARTINEZ, J. H.; GOMES SOBRINHO, T. R. PARÂMETROS PARA CARACTERIZAÇÃO DA ÁGUA CÁRSTICA NO BRASIL E EM MINAS GERAIS: ESTADO DA ARTE E PERSPECTIVAS FUTURAS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 19, n. 68, p. 61–80, 2018. DOI: 10.14393/RCG196805. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/40253. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos