BASE HIDROGRÁFICA OTTOCODIFICADA NA ESCALA 1:25.000: EXEMPLO DA BACIA DO CÓRREGO ITAPIRANGA (SP)

Autores

  • Mateus Pedrucci Romanholi Departamento de Geografia, FFLCH Universidade de São Paulo
  • Alfredo Pereira de Queiroz Departamento de Geografia - USP http://orcid.org/0000-0003-4038-4953

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG196804

Resumo

O gerenciamento dos recursos hídricos é uma atribuição institucional complexa e essencial. A delimitação, hierarquização e codificação da rede de drenagem e das bacias hidrográficas são elementos estruturais para sua gestão. O objetivo deste trabalho é elaborar e discutir o processo de criação de uma Base Hidrográfica Ottocodificada (BHO), na escala 1:25.000, do Córrego Itapiranga, localizada na região oeste do Estado de São Paulo. As ferramentas do sistema pgHydro, os programas ArcMap e QGIS, e as metodologias de delimitação de bacias hidrográficas sobre Modelos Digitais de Elevação (MDE) foram utilizadas. Para essa bacia de 26 km², foram produzidas 107 Ottobacias (nível máximo 11). Constatou-se um considerável nível de complexidade operacional, mas os benefícios das consultas espaciais, decorrentes da codificação, e o contexto de integração de dados institucionais se mostraram muito promissores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus Pedrucci Romanholi, Departamento de Geografia, FFLCH Universidade de São Paulo

Bacharel pelo Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

Alfredo Pereira de Queiroz, Departamento de Geografia - USP

Prof. Dr. do Departamento de Geografia - USP

Downloads

Publicado

19-12-2018

Como Citar

Romanholi, M. P., & Queiroz, A. P. de. (2018). BASE HIDROGRÁFICA OTTOCODIFICADA NA ESCALA 1:25.000: EXEMPLO DA BACIA DO CÓRREGO ITAPIRANGA (SP). Caminhos De Geografia, 19(68), 46–60. https://doi.org/10.14393/RCG196804

Edição

Seção

Artigos