O MERCADO FUNDIÁRIO EM RIBEIRÃO PRETO/SP: PROCESSOS E AGENTES, PREÇOS E LOCALIZAÇÕES.

Autores

  • Bruno Leonardo Silva Barcella universidade estadual paulista

Palavras-chave:

Mercado Fundiário, Mercado Imobiliário, Produção do Espaço Urbano, Cidades Médias, Ribeirão Preto

Resumo

A expansão recente da produção imobiliária, não só residencial promovida pela conjugação de crescimento econômico, do emprego e da renda das camadas assalariadas, expansão do crédito, reformas institucionais e programas públicos de acesso à moradia, bem como pelas transformações mais estruturais na organização dos capitais imobiliários, (como por exemplo, com a abertura de capitais ligados a este ramo da produção na bolsa de valores) tem impactado as condições de oferta e o consumo de tais bens, seus preços, localizações e agentes de sua produção. A análise aqui proposta será conduzida pelo recorte temporal definido entre o final dos anos de 1990 e a primeira década dos anos 2000, com ênfase nas resultantes espaciais intraurbanas do funcionamento do mercado imobiliário local. Serão considerados os elementos próprios da produção do ambiente construído urbano (suas mudanças e permanências), buscando extrair elementos comuns e diferentes entre as duas cidades, utilizando-se de dados de ofertas imobiliárias, entrevistas com agentes imobiliários diversos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

21-06-2017

Como Citar

Barcella, B. L. S. (2017). O MERCADO FUNDIÁRIO EM RIBEIRÃO PRETO/SP: PROCESSOS E AGENTES, PREÇOS E LOCALIZAÇÕES. Caminhos De Geografia, 18(62), 161–173. Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/36887

Edição

Seção

Artigos