ANÁLISES DOS PARÂMETROS FÍSICO-QU͍MICOS OXIGÊNIO DISSOLVIDO, CONDUTIVIDADE ELÉTRICA, POTENCIAL HIDROGENIÔNICO E TEMPERTURA, SUAS CORRELAÇÕES COM O USO E OCUPAÇÃO DA TERRA NO BAIXO CURSO DO RIO DAS VELHAS-MG

Autores

  • Hernando Baggio professor adjunto - ufvjm
  • Mariana de Oliveira Freitas UFVJM
  • Amanda Dias Araújo UFVJM

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG176008

Palavras-chave:

Rio das Velhas, Água superficial, Parâmetros físico-químicos, Qualidade.

Resumo

O Rio das Velhas é um importante tributário e o maior afluente em extensão do Rio São Francisco no norte do Estado de Minas Gerais. A área de estudo localiza-se integramente no município de Várzea da Palma, inserida em um retângulo delimitado pelas coordenadas UTM: 520000 E - 860200 N e 532000 E -805200 N. Foi feita uma amostragem de campo, realizada em 10 de julho de 2015, totalizando vinte cinco mostras de água, analisou-se parâmetros de qualidade ambiental in-situ (T, OD, CE pH). Os resultados foram, comparados aos valores orientadores estabelecidos pela resolução ambiental vigente. As leituras foram feitas através do medidor multiparâmetro, na elaboração cartográfica foi utilizado o no software Arc Gis. Concluiu-se que, a bacia do rio das Velhas se constitui em um ambiente natural frágil. Os vários tipos de interferências antropogênicas, em especial a agricultura comercial, indústrias e urbanização, além, de todo o contexto históricos de ocupação desordenada da bacia contribuíram de forma marcante, para a sua degradação ambiental. Os recursos hídricos e os ambientes aquáticos foram os mais afetados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hernando Baggio, professor adjunto - ufvjm

departamento de geografia

Downloads

Publicado

15-12-2016

Como Citar

Baggio, H., de Oliveira Freitas, M., & Dias Araújo, A. (2016). ANÁLISES DOS PARÂMETROS FÍSICO-QU͍MICOS OXIGÊNIO DISSOLVIDO, CONDUTIVIDADE ELÉTRICA, POTENCIAL HIDROGENIÔNICO E TEMPERTURA, SUAS CORRELAÇÕES COM O USO E OCUPAÇÃO DA TERRA NO BAIXO CURSO DO RIO DAS VELHAS-MG. Caminhos De Geografia, 17(60), 105–117. https://doi.org/10.14393/RCG176008

Edição

Seção

Artigos